As 15 fotos mais alucinantes de microscópios

Pesquisadores mostram, através da microfotografia, que arte e ciência podem estar mais perto do que você imagina.
  • Visualizações67.115 visualizações
Por Eduardo Vieira Karas em 13 de Outubro de 2011

A Nikon, uma das mais tradicionais fabricantes de câmeras fotográficas e derivados, realiza todo ano um concurso envolvendo fotos tiradas a partir de microscópios. Os resultados, como você pode imaginar, são impressionantes e capazes de criar verdadeiras obras de arte.

Na edição de 2011, a criatividade dos microfotógrafos trouxe retratos de ossos de dinossauros, microchips, nervos de ratos, corais, diversos micro-organismos e outras pequenices. Para surpreender os olhos e os sentidos, o Tecmundo selecionou as melhores imagens da competição — todas elas são cortesia da Nikon Small World.

1º lugar

As 15 fotos mais alucinantes de microscópiosAmpliar(Fonte da imagem: Nikon Small World)

Entre os mais de 2 mil participantes,  o alemão Igor Siwanowicz, do Instituto Max Planck de Neurobiologia, foi o grande vencedor. O simpático chifrudo acima é uma larva Chrysopa sp., capturada através de lentes com poder de aumentar 20 vezes a realidade.

2º lugar

As 15 fotos mais alucinantes de microscópiosAmpliar(Fonte da imagem: Nikon Small World)

Difícil de acreditar, mas o que se vê na foto é uma folha de grama aproximada 200 vezes com a tecnologia microscópica. A técnica de autofluorescência contribuiu para o magnífico colorido azulado. Donna Stolz, da Universidade de Pittsburgh, Estados Unidos, foi a responsável pelo trabalho.

3º lugar

As 15 fotos mais alucinantes de microscópiosAmpliar (Fonte da imagem: Nikon Small World)

Em outra expedição com seres vivos, Frank Fox, da Universidade de Ciências Aplicadas Trier, fotografou o plâncton Melosira moniliformis e emplacou o terceiro lugar.  Para conseguir o efeito que lembra ervilhas plastificadas, o autor usou uma lente com aproximação de 320 vezes.

4º lugar

As 15 fotos mais alucinantes de microscópiosAmpli(Fonte da imagem: Nikon Small World)

A profusão de formas que lembram mãos alienígenas é uma ampliação (20 vezes) da planta Lepidozia reptans, um espécime vegetal que pode cobrir muros e outras áreas. Robin Young, da Universidade Britânica de Columbia, no Canadá, é o clique por trás desse quadro.

5º lugar

As 15 fotos mais alucinantes de microscópiosAmpliar(Fonte da imagem: Nikon Small World)

Amplie um microchip em 500 vezes e você terá a cena lúdica vista acima.  Direto da Alemanha, Alfred Pasieka ainda aprimorou o retrato com a técnica de reconstrução em 3D. Os sulcos, cores e relevo criaram uma sensação incrível!

6º lugar

As 15 fotos mais alucinantes de microscópiosAmpli(Fonte da imagem: Nikon Small World)

Como definir o que se passa nesta composição? Será uma história em quadrinhos? Ou um experimento com o Paint? A representação, na verdade, é um arsenieto de gálio junto a uma placa de energia solar. Deu para entender? O que importa é que Dennis Callahan, do Instituto de Tecnologia da Califórnia, conseguiu uma estampa nada convencional.

7º lugar

As 15 fotos mais alucinantes de microscópiosAmpliar (Fonte da imagem: Nikon Small World)

A camada de fibras nervosas de um rato foi a inspiração do fotógrafo Gabriel Luna, também da Califórnia. Em um panorama 40 vezes maior que o original, as ligações e estímulos se transformaram em um complexo e belo emaranhado de fios e caminhos sinuosos.

8º lugar

As 15 fotos mais alucinantes de microscópiosAmpliar (Fonte da imagem: Nikon Small World)

Até agora, este é o retrato com o menor nível de ampliação — apenas 2,5 vezes. A pintura com traços contemporâneos foi produto de um granulito de grafite em Kerala, na Índia. O responsável pelo enquadramento foi o italiano Bernardo Cesare, do departamento de Geociências de seu país.

9º lugar

As 15 fotos mais alucinantes de microscópiosAmpliar (Fonte da imagem: Nikon Small World)

Assim como o primeiro lugar do concurso, o alemão Jan Michels se aproveitou de uma larva para consumar sua participação. A espécie aquática Temora longicornis, vista por baixo e em lentes que aumentam 10 vezes o foco, contém detalhes que jamais perceberíamos a olho nu — por coincidência, predominam as cores verde, azul e amarela no corpo do ser vivo.

10º lugar

As 15 fotos mais alucinantes de microscópiosAmpliar (Fonte da imagem: Nikon Small World)

A pulga-da-água, Daphnia magna, foi clicada por Joan Röhl, do Instituto de Bioquímica e Biologia da Alemanha. Em uma reprodução com zoom 100 vezes maior que o normal, o minúsculo bichinho ficou parecendo um beija-flor tocando levemente a superfície.

11º lugar

As 15 fotos mais alucinantes de microscópiosAmpliar (Fonte da imagem: Nikon Small World)

O mesmo autor da foto que arrebatou a nona posição conquistou também a décima primeira. Em destaque, está a cabeça de uma formiga invocada, alterada pela autofluorescência. Vai encarar um inseto 10 vezes maior que o de costume?

12º lugar

As 15 fotos mais alucinantes de microscópiosAmpliar (Fonte da imagem: Nikon Small World)

Do que é feita a areia? Bem, se são grãos, deve ser possível ver alguma coisa a mais pelas lentes do microscópio. O chinês Yanping Wang, do Planetário de Beijing, fez a experiência e descobriu que os fragmentos de areia não são uniformes — e muito menos possuem a mesma textura.

13º lugar

As 15 fotos mais alucinantes de microscópiosAmpliar (Fonte da imagem: Nikon Small World)

Embora pareçam bolas de fogo, meteoritos ou coisa do tipo, os corpúsculos avermelhados são, na verdade, um tipo de coral que atende pelo nome científico de Porites lobata. O aumento de 12 vezes junto ao método de epifluorescência com banda tripla garantiu o espetáculo caloroso.

14º lugar

As 15 fotos mais alucinantes de microscópiosAmpliar (Fonte da imagem: Nikon Small World)

A deslumbrante fotografia foi a mistura mais pura de arte e ciência. Trata-se de uma colagem de células de mamíferos oriundas de várias proteínas e organelas, montadas cautelosamente em um formato de coroa de flores. O zoom variou entre 200 e 2000 vezes, enquanto os créditos ficam para Donna Stolz, cujo talento também foi responsável pelo 2º prêmio na competição.

15º lugar

As 15 fotos mais alucinantes de microscópiosAmpliar (Fonte da imagem: Nikon Small World)

Mesmo com uma aproximação de 42 vezes, a figura ainda manteve o aspecto jurássico através de contornos alaranjados e detalhes terrosos. O que se vê na tela é um osso de dinossauro polido, com idade de cerca de 150 milhões de anos. Aventura de Douglas Moore, da Universidade de Wisconsin.

...

Com tantas representações fantásticas e distantes do nosso cotidiano, deve ter sido difícil para os juízes escolherem o ranking exato dos melhores artistas. Nós ficamos com algumas dúvidas em relação ao posicionamento e à justiça dos critérios, já que alguns trabalhos de cair o queixo não ficaram entre os primeiros.

Lembramos que, a partir do décimo lugar, o Tecmundo alterou a ordem exata do concurso para selecionar apenas 15 imagens. E você, o que achou das fotos? A sua favorita recebeu a premiação que deveria? Estamos convidando todos a serem críticos de arte e darem um pitaco no resultado.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!