Outro dia mostramos para que servem os conectores da fonte de energia do computador. Mas afinal de contas, o que é a fonte de energia exatamente? Do que ela é feita? Como é construída? Vamos elucidar essas dúvidas no decorrer desse artigo.

A fonte de energia do computador ou, em inglês, PSU (Power Supply Unit — Unidade de Alimentação de Energia), é responsável por converter a voltagem da energia elétrica, que chega pelas tomadas, em voltagens menores, capazes de ser suportadas pelos componentes do computador. Essa peça gera valores que variam entre 12, 5 e 3,3 volts.

Como é uma fonte de energia por dentro

(Fonte da imagem: Reprodução/Pc Format)

1. Bobina de filtragem

O grande número de componentes próximos uns dos outros pode acabar causando interferências entre eles, o que prejudicaria o funcionamento não só da fonte, mas de todo o computador. Essa bobina ajuda a filtrar os sinais elétricos, os tornando mais estáveis e menos propensos a problemas.

2. Transformador

O transformador é o responsável por transformar a corrente que chega pela tomada com 110 ou 220 volts em tensões menores, de 12 ou 5 volts, por exemplo. Os modelos atuais são mais compactos porque conseguem trabalhar com alta frequência.

3. Ponte retificadora

A ponte retificadora é um conjunto de quatro diodos responsável por transformar a corrente alternada (AC) em corrente direta (DC). No final do processo, a polaridade também é padronizada. O tamanho dela é proporcional à capacidade da fonte de energia.

4. Capacitores de suavização

Os capacitores são os responsáveis por controlar a saída de energia da ponte retificadora. Eles carregam e descarregam alternadamente, conforme a corrente que passa por eles. Graças a isso, a energia que chega da rede elétrica com oscilações é transferida aos componentes do seu computador relativamente estável. Esses capacitores estão presentes em todas as fontes de energia, mas nos modelos mais simples e baratos eles possuem baixa qualidade e fazem um trabalho menos eficiente.

Uma fonte de energia precisa de um sistema de refrigeração próprio, responsável por mantê-la funcionando adequadamente. Ele é composto por diversos dissipadores de calor (em alumínio) espalhados pela fonte — que podem variar de posição conforme o modelo — e uma ventoinha.

Como saber se sua fonte de energia está funcionando bem

Para saber se tudo está bem, é importante prestar atenção em alguns sinais básicos. Desligamentos inesperados do computador podem representar um mau funcionamento da fonte de alimentação. É importante verificar se a ventoinha está funcionando normalmente: se ela estiver fazendo muito barulho, o motor pode estar com obstruções, o que diminui sua eficiência e pode levar a fonte a sofrer um superaquecimento. Se ele estiver parado por completo, substitua a fonte imediatamente. Outro sinal característico é um cheiro forte de queimado após um desligamento inesperado.

Lembre-se: para um computador funcionar adequadamente, ele precisa ter uma fonte de energia de qualidade. Uma fonte com problemas pode não só comprometer o funcionamento da máquina, mas também danificar os componentes. Já pensou ter um processador novinho queimado porque você economizou na fonte de energia?

Quanta energia consome um computador?

As fontes-padrão do mercado trabalham com uma média de 70% de eficiência máxima, ou seja, o valor correspondente na etiqueta nunca é o valor real de energia que ela fornece. Para que o computador funcione sempre em sua plena capacidade, é necessário verificar quanto os componentes estão consumindo.

Dados de Pc Power & Cooling. (Fonte da imagem: Tecmundo)

Faça as contas e veja se a sua fonte de energia está de acordo com o consumo. O calculo deve ser feito da seguinte maneira: selecione os componentes, some o valor e multiplique por 1,5. Assim, você saberá o consumo aproximado de sua máquina.