A tradicional fabricante de instrumentos musicais Fender lançou um novo produto voltado para os consumidores de áudio. Trata-se de uma linha de fones de ouvido intra-auriculares "Pro" para quem deseja a melhor experiência possível na área.

O preço pode ser um pouco assustador, mas a linha quer atingir todos os públicos possíveis: são cinco modelos que vão de US$ 99 (cerca de R$ 411) até US$ 499 (algo em torno de R$ 2 mil). Em outras palavras, se o seu orçamento for limitado, será necessário escolher entre um fone ou uma guitarra.

Todos os modelos são destinados para os amantes de música, mas os mais caros e complexos devem interessar mais os profissionais da área, de produtores a compositores e astros do rock.

A ideia é que os fones mais caros da Fender sirvam para o consumidor como se fossem feitos sob medida, tudo graças a uma tecnologia de confecção híbrida e patenteada que usa impressão 3D.

Conheça a linha

O DXA1 é o modelo de entrada e tem um visual transparente mais chamativo. O FXA2 é para quem aprecia "o verdadeiro som definido dentro e fora do palco".  O FXA5 traz a tecnologia híbrida e permite que você ouça os mínimos detalhes em uma gravação ou execução. O FXA6 tem a mesma tecnologia, mas com foco em reproduzir com clareza e fluidez performances ao vivo.

Top de linha, o FXA7 tem "desempenho articulado, conforto de luxo (...) em harmonia perfeita". A linha Pro In-Ear tem fabricação da Aurisonics, uma companhia que a própria Fender adquiriu para utilizar os serviços. O produto já está à venda em parceiros e em lojas físicas da marca, mas não há lançamento previsto para o Brasil.

Qual melhor fone de ouvido para se comprar? Comente no Fórum do TecMundo