Dicas que ajudam o Firefox a iniciar mais rápido

O Firefox é o preferido de muitos internautas, mas às vezes deixa a desejar no quesito velocidade. Aprenda como deixar o navegador da raposa mais rápido!
  • Visualizações140.415 visualizações
Por Douglas Ciriaco em 6 de Julho de 2010

Você também é fã do Firefox, mas às vezes perde a paciência quando tudo parece mais lento no navegador? Pois é, não é o único. Mas, mantenha a calma e comece a desconsiderar a ideia de mudar para o Opera ou Chrome.

Com alguns cuidados básicos e mais alguns complementos é possível deixar o Firefox mais ágil e ainda melhor. Tempo de abertura e velocidade para carregar sites serão alterados após as configurações citadas neste artigo.

Redução de complementos

O Firefox sempre se destacou pela possibilidade de personalização. São milhares de complementos para diferentes fins que incrementam o navegador, dando a ele novas funções ou otimizando alguns recursos originais. Pois saiba que, quanto mais add-ons instalados, mais pesado o Firefox se torna.

Reduza o número de complementos instalados

A primeira coisa a ser feita é uma limpa na sua seção de complementos (Ferramentas > Complementos), desativando ou desinstalando as extensões que você pouco usa, de modo a tornar o navegador mais “solto” para ser executado. “Enxugue” o máximo que puder, deixando ativado apenas o que realmente for indispensável.

Reconfigurações

Além de simplesmente remover as extensões que não usa ou que não são extremamente necessárias, você também pode realizar alguns ajustes no Firefox. Na Barra de endereços do navegador, digite o seguinte comando:

about:config

Pressione a tecla Enter, confirme o acesso e seja cuidadoso para não modificar nada por engano, pois isso pode comprometer o funcionamento correto do programa.

Antes de seguir adiante, conheça um pouco mais sobre chaves do Firefox. Existem três tipos delas, que se diferenciam pelo tipo de opção suportada. As do tipo “Inteiro” usam valores numéricos. As do tipo “Boolean” são ativadas ou desativadas com valores “True” (Verdadeiro) ou “False” (Falso), respectivamente. Por fim, as do tipo “String” suportam qualquer tipo de caractere.

about:config

Na barra “Localizar” do Firefox, cole (um de cada vez) os comandos network.http.pipelining e network.http.proxy.pipelining. Insira um por vez habilite-os (alterar o valor para “true”) com um duplo-clique sobre a chave correspondente. Com estas chaves habilitadas, o navegador faz múltiplas requisições aos servidores da web, acelerando o carregamento das páginas.

Encontre a próxima chave com o comando network.http.pipelining.maxrequests, dê um duplo-clique e aumente o valor para 40. Esse é o número máximo de requisições múltiplas que o Firefox faz aos servidores dos sites que acessa.

Por fim, pelo menos no que diz respeito a essas alterações, encontre a chave nglayout.initialpaint.delay e, com um duplo-clique e insira o valor 0 para essa opção. Esse valor é o tempo (em milissegundos) que o navegador deve esperar para começar exibir a página após ter se conectado com o servidor.

Carregue somente as páginas que você realmente verá

O Firefox tem uma função que tanto pode ser bastante útil, quanto ser o total oposto disso. Tal função é carregar as páginas (fazer o download, na verdade) que você poderá vir a visitar, como por exemplo, as páginas que ficam no topo de pesquisas do Google.

Se você costuma clicar em todas as páginas de uma pesquisa ou então, sempre clica em todos os links de um site, desativar essa opção não será algo benéfico, todavia, se o contrário for verdadeiro, ensinaremos você a desativá-la. Acesse “about:config”, procure pela entrada
network.prefetch-next e mude o seu valor para “false”.

Limpar o histórico ao sair

Quanto mais você usa o navegador, mais informações ele passa a carregar. O histórico de navegação é uma dessas informações que deixam o Firefox mais lento na hora de iniciar, portanto, apagá-lo constantemente é uma opção que deve ser considerada. Você pode limpar o histórico automaticamente sempre que o navegador for encerrado.

Vá a Ferramentas > Opções e na aba “Privacidade” habilite a opção “Usar configurações personalizadas” no campo “O Firefox deve:”. Depois disso marque a caixa “Limpar o histórico ao sair do Firefox”.

Limpe o histórico ao sair

Se desejar, clique em “Configurar” para escolher o que deve ser apagado sempre que você fecha o aplicativo.

Configure a limpeza automática dos rastros do Firefox

Evite salvar sessão ou reduza o número de abas abertas

O Firefox possui um recurso muito interessante que permite ao usuário salvar as páginas abertas na última sessão e abri-las novamente junto com o navegador. Contudo, isto pode atrasar a abertura do navegador e você tem duas opções para acabar com esste problema: não usar este recurso ou então diminuir o número de abas abertas quando você fecha o Firefox.

Não salve favoritos no navegador

A internet está cada vez mais dinâmica e salvar favoritos no navegador já é algo do passado. Com sistemas de RSS e o Twitter, o acesso e o compartilhamento de notícias está cada vez mais ágil.

Contudo, se você é daqueles que vive salvando páginas interessantes que encontra pela web, considere o uso de uma ferramenta de “social bookmarking”, que seriam redes sociais de favoritos. Existem inúmeras opções com integração com o Firefox, como o Delicious e o StumbleUpon.
Desfragmentar locais de banco de dados

A partir de sua terceira versão o Firefox armazena histórico de navegação, favoritos, cache e outras informações armazenáveis em uma base de dados denominada “locais”. Com o passar do tempo, a base de dados se torna fragmentada, ocupando mais espaço do que deveria e tornando mais lenta a inicialização do navegador.

Em contrapartida, desfragmentar os locais pode corrigir temporariamente esse problema. Esta tarefa pode ser realizada manualmente, o que dá um certo trabalho, por isso é mais indicado o uso do complemento Vacuum Places Improved (clique para instalar o arquivo de 20 KB).

O complemento funciona de modo simples: a cada 30 vezes em que o Firefox for iniciado, seu ícone aparece na barra de status do navegador e basta clicar sobre ele para limpar os locais.

Desfragmente os bancos de dados do Firefox

É possível também acessar o menu de complementos (Ferramentas > Complementos) e configurar o Vacuum Places Improved para realizar esta tarefa sozinho após um certo número de inicializações. Habilite a opção “limpar locais automaticamente”.

Limpar locais automaticamente

Mais velocidade no Firefox!

FirefoxAlguns programas e extensões podem ajudar a tornar o Firefox mais rápido - ou menos pesado no que diz respeito ao consumo de recursos do computador. Um deles é o Minimem, um aplicativo para Windows que regula o consumo de memória RAM de vários programas, dentre eles, o navegador da Mozilla.

O SpeedyFox, outro programa para Windows, promete até triplicar a velocidade do navegador. Apesar de não ser uma extensão, o aplicativo é desenvolvido exclusivamente para trabalhar com o Firefox e deixá-lo mais rápido. Basta instalar o aplicativo, fechar o navegador e mandar ver no botão “Speed Up My Firefox!” (Acelere meu Firefox!).

A última dica de hoje é o FasterFox, uma extensão para o Firefox. Este aplicativo é capaz de acelerar o carregamento das páginas no navegador. Ele possui padrões pré-definidos de velocidade e também permite que você customize um perfil de acordo com suas necessidades e as capacidades do computador.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!