Segundo algumas publicações do The Information, o Facebook estaria basicamente se preparando para uma espécie de guerra contra a Google por conta do Android. A empresa estaria estudando formas de tornar seu app para o Robô menos dependente da “toda poderosa” para o caso de um dia a tal guerra acontecer.

A rede social estaria querendo ter algumas cartas na manga para continuar presente no Android mesmo sem um app disponível para baixar na Play Store. Sem o suporte da loja da Google, o Facebook teria de criar uma maneira de atualizar seu app de forma independente, e ainda alguma maneira de enviar notificações push para o celular das pessoas, mecanismo hoje controlado por uma API da Google por motivos de segurança.

Fora da loja, o Facebook teria ainda que encontrar outra forma de processar pagamentos no app e, caso fizesse isso, precisaria convencer os usuários do Robô de que esse novo método seria tão confiável quanto a Google Wallet.

Paranoia?

Isso tudo pode parecer muita paranoia, mas, considerando que a Google não perdoa ninguém que vá contra os seus termos de publicação na Play Store, e que o Facebook têm algumas ideias bem distorcidas em relação à internet, um possível banimento do app não é a coisa mais impossível do mundo de acontecer.

A Google já teria ameaçado remover a rede social da loja pelo fato de o Facebook ter instalado automaticamente outros de seus apps nos smartphones de muitos usuários que baixavam o software principal.

Plano B

Segundo o The Information, o Facebook tem trabalhado em diversos “planos B” para contar uma situação como essa, tendo inclusive feito vários experimentos. A publicação diz ainda que a empresa fez um teste em "um pequeno país por alguns dias, exigindo que os usuários acessassem um link externo para baixar uma nova versão do app fora da Google Play".

O resultado foi um tanto desanimador. Ao passo que as pessoas tentaram fazer o que o Facebook mandava, elas não conseguiam ir até o fim. “As pessoas fizeram isso, mas foi desastroso”, dizia uma declaração anônima no periódico.

Há preocupações ainda sobre a possibilidade de a Google passar a cobrar do Facebook pelo uso de alguns serviços e APIs, como a integração com o Google Maps. Contudo, essa é uma possiblidade bem remota, uma vez que a criadora do Android tem mais interesse em criar um ecossistema bem profundo em torno do Robô do que dar margem para os desenvolvedores considerarem outras alternativas.

E se a guerra acontecer mesmo?

Caso o Facebook fosse de fato banido da Play Store por alguma razão, a empresa precisaria encontrar uma forma de estar presente no smartphone das pessoas de uma forma tão simples quanto é o download através da loja.

Disponibilizar links para download raramente é eficiente, como os experimentos já teriam mostrado. Além disso, a empresa teria que construir do zero vários elementos que usa em seu app hoje, mas que pertencem à Google. Isso tornaria o app mais pesado e mais complexo e dificilmente traria uma integração boa com o Android.

A solução mais plausível seria fazer parcerias com fabricantes de smartphones para que elas já vendam aparelhos com os apps do Facebook instalados de fábrica, e o próprio software teria um mecanismo de atualização automática.

Segundo o The Information, o Facebook não parece acreditar que um possível banimento aconteceria em qualquer momento num futuro próximo, mas não se descarta a possibilidade. Contudo, é interessante notar que a rede social está na Google Play e usa os serviços da Google sob as mesmas regras de todos os outros apps da loja. Se um banimento acontecer, a culpa dificilmente seria a criadora do Android.

Será que existe mesmo a possibilidade de o Facebook ser banido da Play Store? Comente no Fórum do TecMundo