Desligar ou não o computador?

Confira a alternativa mais interessante para economizar energia e ainda acessar seus programas no menor tempo possível.
  • Visualizações148.611 visualizações
Por Jonathan D. Machado em 4 de Junho de 2012

Diferente de outros aparelhos eletrônicos em nossa casa, como a TV ou o micro-ondas, ligar e desligar o computador não é uma ação tão imediata e nem muito agradável. Afinal, depois de apertar o “Power”, você ainda precisa esperar pela verificação da BIOS, aguardar o sistema operacional carregar e ainda fazer o login na máquina.

Desligar ou não o computador?Haja paciência para esperar seu PC ficar pronto para o uso(Fonte da imagem: iStock)

Mesmo depois que a Área de trabalho aparecer, você ainda precisa reabrir todos os seus programas para continuar a fazer o que estava fazendo antes, sendo que todo o processo dificilmente demora menos que 60 segundos. 

Por este motivo, muitas pessoas têm optado por uma solução bem simples: não desligar o computador. E é aqui que entra a dúvida: será mesmo que deixar o PC constantemente ligado é uma boa prática?

Vantagens de nunca desligar

A primeira vantagem é, obviamente, a de nunca precisar esperar pelo processo de boot, economizando alguns minutos por dia na hora de esperar pelo carregamento dos programas. Além disso, o ato de desligar a máquina também consome um pouco de tempo.  Geralmente, as pessoas ficam observando o computador para certificar-se de que o Windows vai mesmo ser encerrado normalmente, ocupando mais alguns segundos do seu dia.

Desligar ou não o computador?

Um dos principais motivos que causa falhas no hardware é o desgaste dos circuitos provocados pela dilatação e contração que ocorre com o calor. Por isso, deixar o PC sempre ligado (ou desligado) pode prevenir que essas mudanças aconteçam, aumentando ligeiramente a vida útil dos componentes.

Por outro lado...

Mesmo que um computador não seja o maior consumidor de energia da sua casa, a conta de luz com certeza vai aumentar se ele ficar constantemente ligado. Dormir durante a noite com uma máquina cheia de ventoinhas barulhentas no seu quarto também não é boa ideia.

Além disso, como já explicamos neste artigo do Tecmundo, as partes mecânicas do HD sofrem desgaste com o tempo, e deixá-lo sempre ativo pode fazer a vida útil acabar mais rápido.

Soluções mais indicadas

Felizmente, existem soluções que unem o melhor dos dois mundos. Todos os sistemas operacionais modernos (Windows, Mac e Linux) contam com opções de economia de energia sem a necessidade de desligar o computador, principalmente em laptops.

Desligar ou não o computador?

No Windows, existe a opção “Suspender” (“Repouso” no Mac), que faz com que o sistema desative todos os componentes que não são vitais e entre em um modo de economia de energia. Porém, a memória RAM fica ativa com todos os seus programas, permitindo que a máquina seja reativada instantaneamente.

Já o modo “Hibernar” é mais usado em notebooks e faz com que tudo o que está na memória RAM seja copiado para o HD. Na hora de ligar, todos os programas são recarregados do disco rígido e você pode voltar a trabalhar de onde parou, mesmo que toda a energia da bateria se esgote neste meio tempo.

Desligar ou não o computador?

Nos desktops, a opção “Suspender” funciona de forma híbrida, mantendo os programas tanto na memória RAM quanto no HD para permitir que você retorne ao trabalho no menor tempo possível e ainda tenha segurança de manter seus programas abertos caso o PC seja desconectado da tomada.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!