Parece que não é à toa que precisaram criar um emoji só para pararem de enviar berinjelas nas conversas online. Segundo a pesquisa anual feita pelo famoso site Match.com, pessoas que enviam mais emojis costumam ser mais ativas em sua vida sexual.

A pesquisa, que envolveu 5.675 candidatos, revelou que, no ano de 2014, 54% dos “usuários de emojis” fizeram sexo, contra 31% para a população que não é adepta a eles. Os dados também apontam que isso vale para solteiros, tanto homens quanto mulheres, em seus 20, 30 ou 40 anos.

Acha que acaba por aí? Nem de longe. O estudo também apontou que há uma relação direta entre a quantidade de emojis enviada e a quantidade de sexo que eles tendem a ter, como o gráfico abaixo mostra:

Basicamente, quem usa emojis tem quase duas vezes mais chances de fazer sexo com frequência

Não menos curiosa foi a descoberta de que mulheres que utilizam emojis relacionados a beijos têm mais chance de alcançar orgasmos com um parceiro familiar para elas.

Usar mais emojis = ser mais sociável

E se você acha que isso reflete alguma maior urgência sexual por parte de quem usa mais emojis ou qualquer coisa parecida, saiba que está redondamente enganado. Usuários frequentes de emojis costumam ir a mais encontros e buscam mais relacionamentos sérios – de fato, 62% deles costumam querer se casar, contra apenas 30% de quem não os utiliza.

“[Usuários de emoji] querem dar aos seus textos mais personalidade”, contou a Dra. Helen Fisher, antropologista biológica da Universidade Rutgers e líder do estudo, à revista TIME. “Aqui nós temos uma nova tecnologia que prejudica completamente sua habilidade de expressar sua emoção... Não há mais inflexões súbitas na voz... E então nós criamos outra maneira de expressar emoções: o emoji”, continuou.

Com que frequência você usa emojis nas suas conversas? Comente no Fórum do TecMundo