Todos os anos, a Dell atualiza seus notebooks com os componentes de hardware mais modernos, visando levar uma experiência mais satisfatória ao consumidor.

Obviamente, a marca sabe que um computador não é feito apenas de especificações, de modo que sempre vemos as novas linhas recebendo um trato especial em questão de design e funcionalidade.

O Inspiron 7000 com tela de 15 polegadas não é exatamente uma novidade, já que foi lançado no ano passado junto com o modelo de 13 polegadas. Obviamente, além da tela, há diferenças significativas entre os dois produtos, o que significa que temos aqui um aparelho com um foco um pouco diferente.

Assim como o aparelho de tamanho reduzido, este produto se destaca por oferecer uma experiência ainda mais versátil ao agregar alto desempenho e tela giratória com touchscreen, ou seja, você pode usar o aparelho como notebook ou como tablet. Contudo, com tamanho avantajado, este modelo é preparado para usuários que pretende realizar mais atividades de produtividade.

Nós passamos alguns dias testando o produto para conferir suas capacidades tanto na hora de rodar aplicativos, como questões de conforto e usabilidade. Os testes surpreendem em vários aspectos, sendo que este modelo se mostra muito adequado para a maioria das tarefas do cotidiano. Vamos conferir como ele se saiu em cada situação analisada.

Especificações

Design de primeira

Da mesma forma como a Dell deu atenção ao design do Inspiron de 13 polegadas, a marca cuidou dos mínimos detalhes na construção do modelo com tela maior. Quando retiramos o notebook da caixa, ficamos impressionados com o acabamento e o visual premium.

O visual é caprichado, a começar pela escolha das cores e da harmonia entre os elementos. A cor metálica no interior dá um destaque ao produto, que com a superfície fosca fica mais luxuoso. A logo estampada na tampa chama atenção, já que contrasta com o material emborrachado em tom grafite.

Aliás, o revestimento na parte exterior garante boa pegada e evita possíveis arranhões. A espessura reduzida acomoda bem todas as conexões e garante bom sistema de arrefecimento. As curvas  acentuadas nos cantos marcam a construção, que se diferencia um pouco do irmão menor.

Tela de alta qualidade

O display do Inspiron 7000 é o elemento de maior destaque. Apostando em um display sem bordas — comumente chamado de borderless —, a Dell garante ótimo acabamento visual, bem como uma experiência rica ao consumidor, que pode aproveitar todas as funcionalidades de toque.

Diferente do Inspiron de 13 polegadas, este modelo não veio com caneta, portanto as tarefas com o touch ficam mais limitadas. Apesar disso, o uso da tela não é complicado. Todos os comandos de tela funcionam perfeitamente, sendo que o display interpreta tudo de forma correta.

Quanto à tela, ficamos satisfeitos com a qualidade geral. O colorido é caprichado, não notamos qualquer tipo de distorção. A fabricante incluiu um componente que apresenta bom nível de brilho e equilíbrio no contraste, garantindo ótimos resultados em todas as atividades. Com resolução Full HD, esse display é perfeito para trabalhar, ver filmes ou jogar.

Apesar do bom nível de detalhes no display, alguns aspectos nos deixaram incomodados. Assim como já comentamos em outros reviews, telas com superfícies reflexivas são bem complicadas para ambientes com muita luminosidade.

Falando em luz, a capacidade de retroiluminação desta tela também não é das melhores. Ela é suficiente para o uso em escritório, mas não espere grandes resultados quando estiver em cenários com excesso de luz ambiente. Quase não dá pra distinguir melhorias na luminosidade entre  os níveis mais elevados de luz.

Em teoria, a flexibilidade do suporte do display seria o grande diferencial deste notebook, mas, ainda que o conceito funcione legal, ele não é muito adequado devido ao tamanho da tela. É muito fácil transformar o notebook em um tablete ou usá-lo nos modos stand e tent.

Vale constatar ainda que a capacidade de girar a tela pode ser interessante em algumas situações, mas não é algo que agrega valor quando falamos em produtividade. O conceito funciona legal até, mas é mais um adicional para poucos cenários do que uma função essencial.

Hardware caprichado, mas faltou SSD

A máquina que a gente recebeu tem configuração de hardware poderosa, com processador Intel Core i7 de quinta geração. O modelo é o Intel Core i7-5500U, que tem clock de 2,4 GHz e poder de sobra tanto para as tarefas do dia a dia quanto para softwares mais robustos (quando o chip acaba aumentando a frequência automaticamente para dar conta do recado).

O sistema de arrefecimento é bom e você dificilmente vai sentir o calor do componente, ainda que ele trabalhe com temperatura próxima dos 40 graus Celsius mesmo sem executar aplicativos pesados. A temperatura talvez só incomode um pouco na hora de usar o Inspiron no modo tablet.

Para impulsionar o processador, a Dell colocou 8 GB de memória RAM. É uma quantidade suficiente para rodar os principais apps e jogos. A memória instalada aqui roda com clock de 1.600 MHz e apresenta boa performance nas principais tarefas.

O chip de vídeo é o Intel HD Graphics 5500 que serve bem para o Windows e até alguns games mais simples (incluindo títulos tridimensionais como Tomb Raider e Dead Space 3). Claro, devido às limitações do componente, você só poderá rodar os jogos qualidade baixa ou intermediária. Jogos mais recentes, como Batman: Arkham Knight simplesmente não são jogáveis.

Em questão de armazenamento, este notebook traz um disco rígido de 1 TB. Ele é ideal para quem precisa guardar muitos arquivos, mas não espere muita velocidade, pois este componente roda a 5.400 RPM (rotações por minuto) e traz apenas 32 MB de memória Buffer. É uma grande perda se considerarmos que o Inspiron de 13 polegadas trazia disco híbrido com unidade flash de 8 GB. Enfim, o ideal era já atualizar para um SSD, que acompanharia o resto da configuração.

Benchmarks

3DMark

PowerMark

Bateria, áudio e portabilidade

Assim como o modelo de 13 polegadas, este notebook com tela maior também traz teclado retroiluminado. Ele é ideal para trabalhar em ambientes com pouca luminosidade, sendo que há configuração para reduzir o nível de brilho ou até mesmo desligar as luzes — o que gera uma boa economia de bateria.

O layout com teclas bem espaçadas é bonito, mas não nos pareceu tão adequado para quem produz um grande volume de conteúdo diariamente. Sinceramente,a Dell poderia ter aproveitado melhor o espaço disponível para distribuir um pouco melhor as teclas, já que alguns itens ficaram bem apertados (como é o caso da tecla Enter).

O touchpad é grande e bonito, sendo um pouco melhor do que aquele que experimentamos nos computadores da série Vostro. A navegação é eficiente para tarefas básicas e com alguns simples ajustes na sensibilidade dá para obter ótimos resultados.

O áudio deste Dell também nos impressionou, sendo ainda mais potente do que vimos no notebook de 13 polegadas (o espaço adicional neste Inspiron ajuda nesse sentido). Os alto-falantes ficam posicionados em local estratégico e garantem um som de qualidade independente da posição da tela.

Se você usar o produto como notebook, o som sai por baixo das teclas e pelas laterais, entregando um resultado com bom volume e sem distorcer os sons. No modo tablet, os componentes sonoros também se comportam bem. No geral, os agudos satisfazem, com médios equilibrados e somente os graves um pouco limitados.

A bateria é boa, mas nada além do que já vimos em outros notebooks. No teste do Powermark, conseguimos três horas e trinta minutos. Na prática, deu pra rodar filmes e navegar por pouco mais que quatro horas. Fica abaixo das sete horas prometidas, mas está satisfatório para o dia a dia.

O grande problema deste notebook é o peso. Infelizmente, a Dell parece ter dado um passo atrás nesse sentido. Talvez por conta da carcaça mais resistente ou do tamanho do produto, este modelo acabou ficando muito pesado para os padrões atuais. Ele pesa quase 2,2 kg, o que é muito se pensarmos que a marca tem o Vostro com quase 1,5 kg (e que tem tela de 14 polegadas).

Vale a pena?

Tal qual o modelo mais compacto, o Inspiron 7000 de 15 polegadas é um ótimo notebook. Este aparelho tem ótima configuração de hardware e entrega bons resultados para o dia a dia, garantindo alto desempenho inclusive com softwares pesados.

O desempenho em jogos certamente não é dos mais interessantes, mas o chip gráfico do produto testado tem capacidade para rodar alguns títulos recentes e com boa qualidade. Além disso, é preciso ressaltar que esta máquina não promete ser focada no público gamer, então não adianta esperar muita coisa.

Para nós, este computador só precisava de um chip gráfico mais robusto e um SSD para acelerar o carregamento do sistema e dos aplicativos. Alguns ajustes para melhorar o peso também seriam interessantes, pois isso deixaria a experiência mais satisfatória no uso do produto como tablet.

O modelo que testamos é a melhor configuração de todas, de modo que ele custa R$ 4.200. O preço é aceitável considerando o design bem trabalhado, a configuração de hardware poderosa e a tela touch com direito a caneta. Quem quer economizar pode adquirir o modelo de entrada por R$ 3.350. Enfim, o Inspiron 7000 de 15 polegadas acerta no design e se mostra ideal para o dia a dia.