(Fonte da imagem: Wikimedia Commons)

Quase 400 mil pessoas no Reino Unido estão unidas pela “Força”, compartilhando um mesmo ideal filosófico: elas declararam seguir a filosofia Jedi como religião. Os dados foram divulgados por um censo feito na nação, que é formada por Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales.

O censo foi realizado em 2001 e revelou que 390 mil pessoas declararam o “Jedi” ou “cavaleiro Jedi” como sua religião, tornando-a a quarta maior do Reino Unido. O número é maior que a quantidade de habitantes de Florianópolis. Ela só perde para o Cristianismo, com 42 milhões de seguidores, Islamismo, com 1,5 milhão, e Hinduísmo, com 559 mil.

(Fonte da imagem: Daily Mail)A nova religião é conhecida como Jediísmo, e segue o código Jedi presente na história de Star Wars, um dos principais filmes de ficção científica da história. Apesar de ganhar status de movimento religioso, o Jediísmo não inclui a ideia de um Deus ou vários deuses.

Além do Reino Unido, existe um número estimado de 70 mil cavaleiros Jedi na Austrália, 53 mil na Nova Zelândia e 20 mil no Canadá. Mesmo com a quantidade expressiva de integrantes, a religião ainda não foi oficializada por nenhum desses países e, portanto, não é considerada como tal por seus governos. Todos os que relataram serem da religião Jedi foram incluídos pelo censo na porcentagem dos que declararam não possuir nenhuma religião.

Mas alguns de seus integrantes querem transformar o “Dia Internacional para a Tolerância” (data criada pela ONU para "reafirmar a fé nos Direitos Humanos fundamentais") no “Dia Interestelar para a Tolerância”. O objetivo é “refletir o aspecto religioso da civilização no século XXI”. Será preciso muita “Força” para convencer os funcionários da ONU a aceitarem a mudança.