Android: como bloquear e encontrar aparelhos roubados

Veja como proteger os seus dados pessoais caso seu celular caia em mãos erradas.
  • Visualizações106.062 visualizações
Por Elaine Martins em 5 de Outubro de 2012

Quem já teve um celular roubado sabe muito bem a dor de cabeça que isso pode dar. Contatos, mensagens e fotos pessoais ficam à disposição dos malfeitores e seus dados podem ser utilizados para outros golpes. Isso sem falar na perda material. Com os smartphones cada vez mais sofisticados, o investimento em um aparelho celular é relativamente alto atualmente.

Por isso, o número de ferramentas que ajudam você a recuperar os aparelhos ou a bloqueá-los remotamente é cada dia maior. Com elas, além de conseguir localizar o celular, também é possível recuperar os dados ou apagar completamente as informações do smartphone.

Neste tutorial, mostramos como você pode dificultar o acesso aos seus dados pessoais e a bloquear o seu Android em casa de imprevistos.

Não impede, mas dificulta

O Android oferece alguns mecanismos nativos para manter o celular em segurança, como a solicitação de senha para sair da tela de bloqueio e poder acessar as informações. Você pode escolher qual mecanismo deve ser utilizado para proteger o smartphone. Para isso, siga os passos abaixo.

1) Acesse a tela de opções do seu aparelho e selecione o item “Localização e segurança”.

Android: como bloquear e encontrar aparelhos roubados (Fonte da imagem: Baixaki / Tecmundo)

2) Em “Configurar bloqueio de tela”, escolha qual dos mecanismos deseja utilizar: “Padrão”, “PIN” ou “Senha”.

3) O próximo passo é configurar a opção de segurança escolhida.

Android: como bloquear e encontrar aparelhos roubados (Fonte da imagem: Baixaki / Tecmundo)

Quem possui um aparelho com o Android 4.0 Ice Cream Sandwich conta ainda com o Face Unlock, um recurso que utiliza o reconhecimento facial para desbloquear o celular e permitir o acesso aos dados. Veja no vídeo abaixo como o mecanismo funciona.

Aplicativos

Como citado anteriormente, o Android conta com diversos aplicativos que podem ajudar muito no caso de roubo ou perda do celular. Veja a lista abaixo com alguns deles.

Prey Anti-Theft

O Prey Anti-Theft permite rastrear, bloquear e receber relatórios informativos de até três aparelhos diferentes. Os dados coletados do aparelho podem ser vistos por meio da página do aplicativo. Basta abrir o site, inserir os dados de acesso e conferir as coordenadas de localização do celular e inserir senhas de bloqueio.

Android: como bloquear e encontrar aparelhos roubados (Fonte da imagem: Google Play)

Android Lost

Android Lost é um dos aplicativos de acesso remoto mais completos do Android Market e totalmente gratuito. O app permite a execução de diversas ações por meio do site oficial do serviço. É possível enviar notificações sonoras no aparelho perdido e ativar o GPS e o Wi-fi a fim de verificar a localização do dispositivo. Você também pode enviar SMS para o celular, conferir o status da bateria e redirecionar as ligações para outro número.

Android: como bloquear e encontrar aparelhos roubados (Fonte da imagem: Google Play)

Cerberus

O Cerberus fornece acesso remoto ao seu smartphone ou tablet, para que você possa apagar informações da memória e do cartão SD, além de bloquear o aparelho. O legal do Cerberus é que você pode controlar o telefone por meio do site oficial do app ou enviando mensagens de texto para o número. Também é possível ativar a câmera frontal do celular para fotografar quem está utilizando o gadget.

Android: como bloquear e encontrar aparelhos roubados (Fonte da imagem: Google Play)

Wheres My Droid

O Wheres My Droid é um aplicativo que pode encontrar seu aparelho mesmo que o som esteja desligado. Nas configurações do aplicativo, você estabelece uma palavra chave que, quando enviada por SMS para seu celular, desativa o modo silencioso. Além disso, também é possível enviar outra palavra chave que ativa o GPS do aparelho ou insere senha de bloqueio.

Android: como bloquear e encontrar aparelhos roubados (Fonte da imagem: Google Play)

Lookout Mobile Security

Esse app pode ser utilizado para localizar o seu Android ou agir como antivírus. Além de proteger o aparelho contra malwares e spywares, também é possível ativar o GPS para visualizar, na página oficial do serviço, as coordenadas de localização do celular. O Lookout Mobile Security também permite fazer com que o gadget toque mesmo estando desligado.

Android: como bloquear e encontrar aparelhos roubados (Fonte da imagem: Google Play)

ZoeMob

Criado incialmente para que os pais possam controlar seus filhos, o ZoeMob pode ser uma mão na roda para quem tiver o celular roubado. Por meio do site do desenvolvedor, é possível ter acesso à localização do aparelho, receber alertas se a bateria estiver acabando, acessar a lista de contatos, mensagens de texto, ligações telefônicas feitas e recebidas bem como a agenda e todos os compromissos marcados.

Android: como bloquear e encontrar aparelhos roubados (Fonte da imagem: Google Play)

Já roubaram. E agora?

É hora do plano B. O aplicativo Plan B é ideal para quem não está mais em posse do celular, mas deseja recuperar o gadget. Apesar de não permitir tocar nenhum tipo de alarme ou de bloquear o celular, o app envia um sinal via GPS para identificar a localização do aparelho. Caso o recurso de localização esteja desativado, a ferramenta tenta utilizar torres de sinal da operadora para oferecer as coordenadas aproximadas. Essas informações são enviadas para o endereço de email cadastrado.

Android: como bloquear e encontrar aparelhos roubados (Fonte da imagem: Google Play)

Falando com a operadora

Se você não conseguir recuperar o seu aparelho, é possível entrar em contato com a sua operadora e informar o roubo do dispositivo. Embora a empresa não possa fazer nada para reaver o gadget, é possível evitar surpresas com a sua conta.

Com o sistema de portabilidade das operadoras, em alguns casos é possível também reaver o número. Para você ter menos dores de cabeça quando é vítima de roubo, algumas empresas oferecem serviços para backup online dos contatos.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!