9 coisas que você não sabia sobre o seu corpo

Você sabe em que parte do corpo fica a glabela? E a quantidade de saliva produzida diariamente pelo ser humano? Confira essas e outras curiosidades sobre o seu corpo.
  • Visualizações57.943 visualizações
Por Felipe Arruda em 6 de Fevereiro de 2012

9 coisas que você não sabia sobre o seu corpo

É comum ouvir que o ser humano é uma máquina incrível. Para se surpreender, basta fazer uma experiência simples: procure no Google por imagens ou vídeos das diferentes fases do desenvolvimento embrionário humano. Depois, olhe no espelho: não é quase inacreditável pensar que aquele ser esquisito acabou se transformando em algo não muito menos estranho, também conhecido como você?

O ser humano é um animal espetacular e, felizmente, possui a capacidade cognitiva muito superior a de qualquer outra espécie. Isso faz com que possamos estudar não apenas o mundo ao nosso redor, mas também a nós mesmos. Ainda temos muito que aprender a respeito de determinados órgãos humanos, como o cérebro, mas já conhecemos e entendemos o funcionamento de detalhes singulares do nosso corpo.

Normalmente, esses detalhes são tratados no currículo básico das escolas brasileiras, sejam públicas ou particulares. Mas existem curiosidades muito divertidas e que dificilmente são contadas em sala de aula. E para preencher essa lacuna, há o Tecmundo. Portanto, vamos a elas!

1. Qual órgão humano ocupa uma área de 2 m²?

9 coisas que você não sabia sobre o seu corpo

A pele é o maior órgão do corpo humano. Se pudéssemos esticá-la como aqueles tapetes feitos com o couro de tigres e ursos, a pele ocuparia uma área de 2 m² e pesaria cerca de 4 kg. Além disso, a pele está sempre se renovando. Um adulto médio perde de 14,1 milhões a 18,9 milhões de células epiteliais por hora. Ao longo do dia, o número de células descartadas chega a 453,6 milhões.

2. Você tem a glabela peluda?

9 coisas que você não sabia sobre o seu corpoNormalmente, não existem pelos na glabela. Mas há exceções. (Fonte da imagem: Wikimedia Commons)

Talvez você não saiba, mas a área que separa as duas sobrancelhas de uma pessoa também possui um nome: glabela. Atrás da pele dessa região, que normalmente não possui pelos, fica a maior “peça” do crânio humano, o osso frontal.

3. Acabamento da face humana

Entre o lábio superior e o nariz de uma pessoa, encontra-se uma pequena depressão côncava conhecida como filtro labial. Esse detalhe do rosto é o resultado da finalização de dois processos do desenvolvimento facial do feto, responsáveis pela formação de parte do nariz e da boca. É como se a natureza desse um pequeno toque estilístico para concluir a sua obra.

Porém, como em outros processos biológicos, falhas acontecem. Quando o filtro labial não se fecha completamente, por alguma herança genética ou como sequela de outra doença, aquela região fica aberta. Essa condição é conhecida pela medicina como fissura labiopalatal e, popularmente, como lábio leporino.

4. A importância da saliva

9 coisas que você não sabia sobre o seu corpoA saliva do dragão de Komodo está repleta de bactérias (Fonte da imagem: Michael Poliza/Herald Sun)

A saliva é um dos fluidos corporais mais importantes do corpo humano. Composto por 98% de água, o “cuspe” também contém eletrólitos, mucos que ajudam na lubrificação, componentes bactericidas e diversas enzimas. Assim, esse líquido ajuda a manter a saúde bucal, fazendo com que diminua a acidez da boca e auxilie na prevenção da formação de cáries, por exemplo. Não é à toa que o ser humano produz cerca de 2 litros de saliva por dia.

Mas não é só isso. A saliva é essencial para a alimentação, já que possibilita que os alimentos sejam engolidos com mais facilidade e evita que a mucosa da via oral acabe ressecada. Além disso, as enzimas dela ajudam a dissolver os restos de comidas que ficam presos entre os dentes.

Em outras espécies de animais, a saliva acaba sendo ainda mais versátil, podendo ser usada para ajudar na cicatrização de feridas, construção de ninhos de aves e até na confecção de teias de espécies de aranha e lagartas.

5. Máquina de gases: 14 puns por dia

9 coisas que você não sabia sobre o seu corpo

É muito bom se deliciar com guloseimas ao longo do dia. Disso, ninguém duvida. Mas a alimentação também produz um efeito colateral que, dependendo do caso, pode trazer graves consequências para a vida social de uma pessoa: a flatulência.

Criada a partir de gases que ingerimos junto com o alimento ou que o próprio corpo produz como resultado do processo de digestão, a flatulência é maior em pessoas ansiosas, que falam enquanto comem ou que se alimentam muito depressa. Mas não se preocupe: a ideia de que pessoas bonitas e elegantes não soltam “ventos” é mentirosa. O ser humano normal emite cerca de 14 flatos por dia, emitidos a uma velocidade que pode chegar a 0,1 m/s.

Aliás, cabe aqui uma explicação de extrema relevância: o arroto não é o “pum” que "subiu de elevador". Os gases da flatulência são produzidos no intestino, enquanto que as eructações são causadas pelos gases do estômago.

6. A causa do espirro melecante

9 coisas que você não sabia sobre o seu corpo

Muitas células do nosso corpo possuem organelas chamadas de cílios. Elas são responsáveis por diversas funções do nosso corpo e, uma delas, é ajudar o nariz a drenar o muco da cavidade nasal, empurrando-o goela abaixo para ser deglutido.

Quando ficamos gripados, essa função acaba sendo destruída pelo vírus que invadiu nosso organismo, libertando água e sais do interior das células. Assim, é produzido aquele muco mais aquoso e transparente, que acaba sendo expelido pelo nariz durante os espirros.

7. Cérebro, órgão faminto

9 coisas que você não sabia sobre o seu corpo

Apesar de ser o responsável por apenas 2% do peso e uma pessoa, o cérebro consome 20% do oxigênio e das calorias do corpo. Para que a nossa cabeça continue funcionando bem, três artérias são responsáveis pelo envio de oxigênio ao nosso “processador de 16,8 mil GHz”.  Caso uma dessas veias seja bloqueada ou pare de funcionar, as células cerebrais acabam ficando sem energia e podem trazer danos permanentes ao cérebro, causando o que a medicina chama de Acidente vascular cerebral (AVC).

 8. Posição do corpo influencia a memória

9 coisas que você não sabia sobre o seu corpo

Muitas vezes, um cheiro ou ruído acaba despertando memórias de acontecimentos passados ou alguma informação que você armazenou há algum tempo. Mas de acordo com um estudo realizado pelo Instituto de Psicologia da Universidade da Flórida, a posição do seu corpo também ajuda a resgatar algumas memórias com mais facilidade, em especial os registros sobre você mesmo (PDF em inglês). Portanto, da próxima vez que esquecer alguma coisa, tente sentar de pernas cruzadas ou deitar. Se não ajudar a se lembrar, pelo menos você acabará descansando um pouco.

9. 90 trilhões de seres moram dentro de você

9 coisas que você não sabia sobre o seu corpo

Às vezes não nos damos conta de que somos verdadeiros ecossistemas. Seres microscópicos habitam diversas áreas de nossos corpos: bactérias estão presentes em nossas bocas, dentes, intestinos, peles e até na língua. Além disso, vírus adormecidos podem estar presentes no organismo de alguém sem manifestar uma doença, como é o caso do herpes, por exemplo.

É claro que a maioria de nós tem consciência disso, mas dificilmente percebemos que somos verdadeiros mundos para esses seres. Quer uma informação alarmante? 90% das células que carregamos em nossos corpos não são nossas e, diariamente, carregamos cerca de 90 trilhões de microrganismos conosco.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!