Enquanto ainda não temos muitos conteúdos em 4K (e o Netflix está aí para salvar nossas vidas), a tecnologia continua a evoluir em escala mundial. Os preços estão reduzindo, os modelos passam a ficar acessíveis e o consumidor final pode, finalmente, ter uma televisão Ultra HD em casa. Agora, essa tecnologia ficará ainda melhor graças às novas especificações apresentadas pela UHD Alliance (ou simplesmente UHDA) durante a CES 2016, que rola em Las Vegas, nos EUA, até o próximo dia 9. O TecMundo está presente no evento para trazer as novidades quentinhas.

A UHDA é o grupo responsável por trazer o ecossistema Ultra HD e promover os benefícios dessa tecnologia. Basicamente, o órgão exibiu um novo logo que identifica dispositivos, conteúdos e serviços capazes de entregar uma experiência ainda mais Premium dentro do 4K, que tem previsão de crescimento exponencial até 2019.

As novas especificações foram desenvolvidas em colaboração com os principais estúdios de cinema, fabricantes de eletrônicos consumíveis, distribuidores de conteúdo e empresas de tecnologia. A ideia é trazer uma experiência que promete ser ainda mais imersiva aos usuários que curtem entretenimento, principalmente jogos e filmes.

Viu esse logo ostentação em algum produto? Então ele é Premium; saiba em quais aspectos

O logo Ultra HD Premium é reservado a produtos e serviços que estejam de acordo com as métricas de desempenho para quesitos como:

  • HDR (High Dynamic Range)
  • Resolução
  • Pico de iluminação
  • Níveis de preto
  • Gama de cores

Mas calma, não é só isso. As especificações também fazem recomendações para áudio imersivo e outros recursos, como contraste, brilho, cor e displays certificados para conteúdos que deem aos usuários “a experiência precisa da visão dos criadores”.

“O critério estabelecido pela UHDA permite que uma experiência revolucionária seja criada. (...) O logo Ultra HD Premium dá aos consumidores uma marca única de identificação para que eles possam comprar com confiança”, diz o comunicado do grupo.

As três especificações para suportar essa experiência premium

A UHD Alliance desenvolveu três especificações para suportar a experiência da “próxima geração” de televisores 4K. As categorias determinadas pelo órgão são as seguintes:

  • Dispositivos (atualmente, apenas telas de televisão, com outros aparelhos sob consideração)
  • Distribuição
  • Conteúdo

Ok, mas quero as especificações técnicas!

A UHD Alliance suporta várias tecnologias de displays e, portanto, definiu combinações de parâmetros para assegurar uma experiência Premium por uma ampla gama de produtos. Para que um dispositivo esteja apto a receber o logo Premium, ele deve atender (ou exceder) as seguintes especificações:

  • Resolução de imagem: 3840 x 2160
  • Profundidade de bit de cor: sinal de 10-bit
  • Paleta de cor (gama de amplitude)
  • Sinal de entrada: representação de cor BT.2020
  • Reprodução do display: mais de 90% de cores P3
  • High Dynamic Range
  • Combinação de brilho máximo e níveis de preto
  • Mais de 1.000 unidades de luz no brilho máximo e menos que 0.05 dessas unidades no nível preto

Conforme frisado no início desta notícia, o entretenimento ainda carece de conteúdos em 4K. Praticamente só o Netflix oferece um leque interessante – e crescente – de filmes e séries que suportam a tecnologia. Até existe um ou outro Blu-ray e conteúdos ocasionais no YouTube com o 4K, mas o volume é escasso. Considerando esse ritmo, o mundo deve demorar a alcançar o “4K Premium”. Aguardemos.

O que você achou da certificação 4K Premium apresentada durante a CES 2016? Comente no Fórum do TecMundo.