Window Phone: a previsão do tempo na palma da mão

Conheça o celular conceitual que mostra a temperatura de um jeito diferente, como você nunca viu!
  • Visualizações102.443 visualizações
Por Wikerson Landim em 5 de Julho de 2010

Será que chove hoje? Quem nunca puxou assunto em um elevador ou uma fila de banco com uma pergunta como essa que atire a primeira pedra. E não há como negar que, ao acertar uma previsão do tempo, certamente seus conhecimentos serão motivo de orgulho e admiração para alguém.

Por mais que existam técnicas avançadas utilizadas pelos meteorologistas para prever a temperatura e as condições climáticas com até uma semana de antecedência, infelizmente os fatores climáticos não são uma ciência exata, podendo ocorrer as famosas “variações ao longo do período”.

Aplicativos que mostram a previsão do tempo existem aos montes. O Baixaki já apresentou uma seleção especial deles no artigo “Seleção: previsão do tempo no computador”. Mas que tal uma maneira original de ter sempre a previsão do tempo na palma da mão?

O conceito: telefone-janela

Se você está dentro de casa e pretende descobrir se fará sol ou chuva no final da tarde, para onde você olha? Se você respondeu “janela”, já tem meio caminho andado para compreender a ideia do designer Seunghan Song.

Foi partindo desse conceito que ele desenvolveu os primeiros esboços do Window Phone - ou Telefone Janela, numa tradução literal. Trata-se de um dispositivo em formato similar ao de um aparelho celular, mas com uma tela sensível ás interações com o ambiente.

Visual do Window Phone. Imagem: Seunghan Song.   Visual do Window Phone. Imagem: Seunghan Song.

Imagens: Seunghan Song

A placa de vidro é similar à de uma fina tela de OLED. Seu diferencial fica por conta da maneira como a informação é exibida. Por exemplo: em um dia chuvoso a tela simula as gotas d’água no vidro de uma janela, dando a impressão que você está olhando através de uma.

Já em um dia nublado ou com neve, o visor fica embaçado, da mesma maneira que ficaria caso o vidro estivesse exposto à referida condição climática que ele ilustra. Como funções complementares, o aparelho exibiria ainda a temperatura atual e funcionaria como um aparelho celular, permitindo ao usuário enviar e receber ligações e mensagens de texto.

Visual do Window Phone. Imagem: Seunghan Song.   Visual do Window Phone. Imagem: Seunghan Song.

Imagens: Seunghan Song

Outro atrativo fica por conta de uma função que permite ao utilizador “embaçar” a tela de vidro com um sopro e, posteriormente, escrever sobre ela. A mensagem escrita na superfície suada pode ser enviada da mesma forma para os seus contatos.

Visual do Window Phone. Imagem: Seunghan Song.   Visual do Window Phone. Imagem: Seunghan Song.

Imagens: Seunghan Song

Tirando a ideia do papel: como poderia funcionar?

Infelizmente, essa belíssima ideia e design ainda não saíram do papel. E, muito provavelmente, para que o conceito se transforme em realidade, será preciso fazer algumas adaptações. Repare, por exemplo, que não há nenhum espaço para a bateria ou chip.

Dessa forma, precisamos levar em consideração que seria preciso um suporte para essa tela na parte de baixo ou mesmo na parte traseira, como acontece com a maioria dos aparelhos. Já no quesito tela estamos muito próximos a essa possibilidade.

No mês de maio a Sony anunciou uma tela OLED com espessura inferior a de um fio de cabelo. Com apenas 0.03 mm, ela é praticamente uma tela com luz própria. Por isso, ela não precisa de luz de fundo ou lateral (backlight ou sidelight), ocupando assim menos espaço.

Tela OLED mais fina que um fio de cabelo

A sensibilidade da tela já não é mais nenhum problema, muito pelo contrário. Uma das principais tendências da indústria em celulares e tablets são as telas touch. Uma tela como a deste modelo conceitual, por exemplo, se encaixaria perfeitamente nesta nova tendência.

Utilidade limitada?

Tudo é muito bonito e o conceito é realmente diferenciado. No entanto, na prática, é difícil imaginar que um celular como este possa agregar tantas funções quanto os aparelhos mais modernos disponíveis no mercado.

Por suas características, é muito provável que o preço não seja dos mais baixos e, no final das contas, a quantidade de opções pode não justificar um custo tão elevado. Por outro lado, para aqueles usuários que estão dispostos a pagar mais por um aparelho com visual bonito e, por que não dizer, quase exclusivo, trata-se de uma bela aposta.

O que você achou do design do Window Phone? Acredita que as funcionalidades desta tecnologia teriam espaço junto aos consumidores? Participe com a sua opinião sobre este modelo.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!