Oito dicas para a bateria do seu celular durar mais

Atitudes básicas podem aumentar o tempo de uso de um aparelho entre uma carga e outra. Confira!
  • Visualizações172.330 visualizações
Por Danilo Amoroso em 25 de Março de 2009

Quem tem celular muito provavelmente sofre com a bateria. Ora ela descarrega subitamente, ora ela acaba bem no meio de uma ligação importante. Certamente essas pessoas se cansam de ouvir dicas: “Não carregue o celular ligado”, “Só carregue quando ele desligar sozinho, descarregado” e por aí vai.

Este artigo tem a finalidade de explicar como funciona uma bateria e, consequentemente, o que fazer para que ela dure mais. Atente para essas dicas e tenha um celular “adestrado”, que responde muito mais às suas vontades do que as dele!

Um mundo recarregável

O uso crescente de aparelhos eletrônicos como notebooks, celulares, tocadores MP3 e ferramentas sem fio aumentou a necessidade de baterias recarregáveis. A ideia do funcionamento de uma bateria recarregável é simples: quando energia elétrica é aplicada à bateria, o fluxo de elétrons de negativo para positivo é revertido, restaurando a energia. Isso requer um adaptador.

Tenha em mente que nenhuma bateria recarregável dura para sempre. Todos os tipos de bateria sofrem com o desgaste das suas células e perdem o uso com o tempo.

Tipos de baterias

Exemplo de bateria para celular.Há quatro tipos básicos de bateria para celulares: Lítio Polímero, Íon Lítio, Níquel Híbrido e Níquel-Cádmio.

Baterias de Lítio Polímero são mais recentes. São muito leves e é praticamente impossível explodi-las. Já baterias de Íon Lítio são mais comuns em aparelhos modernos e têm a capacidade de carregar rapidamente até 80% de sua capacidade.

Baterias de Níquel Híbrido são maiores, mas são carregadas rapidamente e têm vida útil grande. Baterias de Níquel-Cádmio são as mais antigas e tendem a apresentar problemas com memória. Este tipo de bateria está caindo em desuso.

Precisa ficar ligado?

Digamos que você não pretende atender ao telefone enquanto estiver dormindo ou no trabalho, por exemplo. Ou então que você está em uma área sem sinal ou com sinal muito fraco.

Primeira dica: desligue o telefone. Esta é a maneira mais eficiente de fazer a bateria durar mais. Se você não pretende atender, então desligue.

Se o sinal está fraco, o aparelho tende a buscar continuamente pelo serviço, o que consome muita bateria. Claro que o telefone não precisa passar mais tempo desligado do que ligado, mas vale a pena considerar a necessidade de mantê-lo ativo.

Um problema comum em baterias do tipo Níquel-Cádmio é o efeito memória. Isso acontece quando a bateria é continuamente recarregada antes de ter mais de 50% de sua capacidade descarregada. A bateria acaba “esquecendo” de descarregar totalmente. No final das contas, a bateria vai trabalhar sempre com apenas 50% de sua capacidade.

Segunda dica: saiba qual é o tipo da bateria do seu aparelho. Nela está indicado. No manual do aparelho você também deverá encontrar esta informação.

Para aproveitar melhor uma bateria Níquel-Cádmio, deixe que ela seja descarregada totalmente uma vez a cada duas semanas ao menos, carregando-a completamente em seguida.

No bolso

Evite usar o celular no bolso, isso esquenta as coisas.Se você passa muito tempo com o celular no bolso e percebe que a bateria descarregou rapidamente, pode significar que o calor do seu corpo está consumindo a bateria. O calor acelera processos químicos dentro da bateria, fazendo com que ela descarregue rapidamente.

Terceira dica: mantenha o aparelho longe do calor. O calor excessivo não somente diminui a capacidade da bateria como pode prejudicar os componentes de qualquer aparelho eletrônico. Atente para as cargas: se o aparelho esquentar demais, pode ser que seu carregador não está funcionando corretamente.

Se você estiver sem o carregador, mas vai precisar bastante do aparelho, desligue-o e deixe na geladeira durante a noite. Isso vai desacelerar a descarga da bateria. Espere cerca de uma hora para ligar o aparelho novamente.

Funções-estardalhaço

Funções como vibrar, luz de fundo e volume do toque consomem bateria. Portanto, analise a necessidade de uso de cada uma dessas funções. Se você não precisa que o telefone vibre, desative essa função, uma vez que ela consome muita bateria.

Quarta dica: use funções específicas somente o necessário. Ao usar somente o toque, ajuste o volume necessário. Quanto mais alto o volume, mais energia é consumida.

Quanto à luz de fundo, configure-a para ser ativada durante um curto período de tempo, o suficiente para você conseguir enxergar o que deseja. Isso serve para qualquer função específica, como câmera, conexão com a internet, etc.

Use luzes somente o necessário.

Se você precisa de bateia, mas não está com o carregador, evite utilizar funções desnecessárias. Isso inclui flash e Bluetooth.

Bluetooth

Além de consumir muita bateria, o recurso Bluetooth pode transmitir vírus e conteúdos indesejados. Logo, mantenha-o desligado caso você não precise.

Quinta dica: mantenha Bluetooth, WiFi e GPS desligados caso você não precise. Estes recursos consomem muita bateria.

Tenha em mente que é possível adquirir um aparelho repleto de recursos e mesmo assim aproveitar tudo sem prejudicar a bateria. É uma questão de saber quando é necessário ativar uma função específica.

Prolongando a vida útil da bateria

Essas dicas servem não somente para aumentar o tempo de uso de uma bateria entre uma carga e outra, mas também para aumentar a vida útil dela.

Sexta dica: baterias de níquel devem ser carregadas durante cerca de 16 horas na primeira carga e passar por quatro ciclos de descarga total / recarga.

Sétima dica: mantenha o aparelho longe de metais e umidade.

Oitava dica: limpe os contatos da bateria e do aparelho. Com o tempo, eles podem acumular sujeira. Use cotonete e álcool isopropílico para limpar esses contatos.

Esperamos que você tenha gostado desses dicas. Até a próxima.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!