Análise: Samsung Galaxy W

Gadget é o que mais se aproxima do Samsung Galaxy SII e surpreende pelo design e capacidade de processamento.
  • Visualizações265.321 visualizações
Por Caroline Hecke em 16 de Dezembro de 2011

O Galaxy W é um dos novos aparelhos da Samsung. Integrante da linha Wonder, o gadget é um dos mais potentes da marca entre os smartphones com Android, sendo o aparelho da Samsung que mais se aproxima do Galaxy SII. Seu preço médio é de R$ 1.000, o que coloca o Galaxy W em um patamar bastante competitivo, principalmente por trazer especificações potentes por um valor mais acessível.

Testamos o Samsung Galaxy W por uma semana e avaliamos o potencial do aparelho. O resultado você confere aqui e já pode saber se o aparelho vale ou não o investimento.

Aprovado

Design

O visual do Galaxy W é o que mais chama a atenção no aparelho: formatos arredondados, traseira emborrachada e acabamento impecável. Essa é a fórmula do sucesso para o gadget, que é ligeiramente menor que o iPhone 4 e traz um display um pouco maior que o smartphone da Maçã. O aparelho não é difícil de segurar e, mesmo que você tenha mãos pequenas, não vai precisar de duas mãos para acessar toda a tela do gadget.Análise: Samsung Galaxy W (Fonte da imagem: Samsung/Divulgação)

Os conectores USB para carga e transmissão de dados e entrada para fone de ouvido ficam na parte superior do aparelho, deixando a base totalmente livre. Na parte da frente, o aparelho exibe apenas com o botão central, enquanto nas laterais ficam os botões de volume e bloqueio. A saída de som traseira é bastante discreta, assim como o microfone na parte inferior do gadget. Tudo isso faz com que o Galaxy W fique delicado, apesar de ser um aparelho robusto e resistente.

A traseira emborrachada evita riscos e dá um toque mais moderno ao Galaxy W. Uma das vantagens é que seu aparelho está protegido desde a hora que você retirar seu smartphone da caixa, dispensando inclusive o uso de capas protetoras.

Câmera

A câmera de 5 MP do Galaxy W não decepciona. A qualidade das imagens chega a surpreender, e você pode esperar bons resultados até mesmo em ambientes com baixa luminosidade. Além disso, o aplicativo de câmera da Samsung ainda permite que você altere modos de disparo, exposição, foco, resolução e balanço de branco. Com tudo isso, você pode ter total controle sobre as imagens feitas com o gadget.  Além de todas essas vantagens, o Galaxy W ainda produz filmes em HD.

Velocidade de processamento

O Galaxy W traz um processador de 1.4 GHz e 512 MB de RAM, o que faz com que o aparelho não tenha dificuldades nem mesmo em games pesados. Nos testes de benchmark feitos pelo Baixaki, o Galaxy W se saiu muito bem: os gráficos rodam a aproximadamente 58 fps. Usando os testes e o banco de dados do Quadrant, o aparelho mostrou resultados muito melhores do que o Galaxy S, que atualmente está na mesma faixa de preço que o Galaxy W.

Reprovado

Bateria

Um dia de uso moderado com poucos minutos de conexão 3G, GPS, conversação e envio de mensagens já é o suficiente para fazer com que o Galaxy W deixe você na mão. Se quiser jogar com o gadget, você vai precisar colocar o aparelho na tomada no final da tarde para que a carga do Galaxy W aguente. No entanto, se você deixar de lado todas as funcionalidades do aparelho e usar apenas SMS e ligações, o smartphone pode render as 30 horas prometidas pelo fabricante.

GPS

Apesar de ser bastante preciso em ambientes externos, o Galaxy W decepciona muito quando usado em locais fechados. O aparelho se perde completamente e chega a mostrar sua localização a diversas quadras do local correto, isso quando ele não aponta falha na rede. Mesmo ficando perto de janelas, você vai ter muita dificuldade em obter boas respostas do sistema. Por isso, se precisar do GPS do seu Galaxy W, é melhor correr para fora de casa.

Velocidade de processamento

O mesmo item que entra nos pontos positivos do aparelho aparece também como uma desvantagem. Embora o Galaxy W mostre ótimos resultados em jogos, o aparelho sofre ao usar o modo multitarefa quando games de peso são carregados. Quando você tentar voltar para outra aplicação ou para a tela inicial, o gadget vai demorar um bom tempo até concluir a mudança de tarefas.

A velocidade de carregamento total do sistema também desaponta: como a maioria dos aparelhos da Samsung já testados pelo Baixaki, o Galaxy W leva mais de 30 segundos para ligar e carregar todos os widgets.

Vale a pena?

Para quem não quer gastar tanto em um smartphone, mas não abre mão de ter um aparelho potente em mãos, o Samsung Galaxy W é a escolha perfeita. Se você quer apenas usar o gadget para ter acesso à internet, aos emails, às redes sociais e para aplicativos mais básicos, o Galaxy W vai dar conta do recado com folga. Games que não exigem muito processamento também rodam tranquilamente no aparelho, por isso, ele é perfeito para o usuário médio.

No entanto, se você quer um smartphone para games pesados, o Galaxy W talvez não seja a melhor opção. Apesar de rodar bem os jogos, o gadget acaba travando quando a aplicação é encerrada e leva um bom tempo para carregar a tela inicial do Android.

De qualquer forma, a relação custo-benefício do aparelho é, com certeza, uma das melhores do mercado. Considerando que você pode adquirir o Galaxy W até mesmo por menos de R$ 1.000 a vantagem é grande, afinal, você vai receber um aparelho que fica apenas um pouco atrás do Galaxy SII, que pode custar até o dobro do preço.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!