Cada vez mais populares, as marcas chinesas ganham força em escala mundial (inclusive no Brasil) e trazem modelos que dão aquela cutucada no mercado, mais sadio do que nunca. Os aparelhos conseguem unir hardware potente e design elegante – sem falar que o preço é mais barato. É a vez da Vernee chamar a atenção com três novos dispositivos em seu site, sendo que um deles é um pequeno monstrinho.

Trata-se do Vernee Apollo, o aparelho do meio na imagem acima, equipado com tela de 5,5 polegadas, resolução QHD de 1440 x 2560 e chipset MediaTek Helio X20. O destaque desse SoC é a GPU deca-core. O aparelho tem nada menos que 6 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno. A câmera traseira tem 21 MP, enquanto a frontal conta com 8 MP para selfies e chats em vídeo de excelente qualidade. Além disso, o aparelho, todo metalizado, oferece uma porta USB Tipo-C e terá suporte a toques por pressão (ou Force Touch) na tela. A outra belezinha é o Thor, um pouco mais fraco. Nome sugestivo, não é mesmo?

Algumas especificações não estão informadas no portal, como a capacidade da bateria e a versão pré-instalada do Android. Nada de preço por enquanto também, mas a companhia garante que quer trazer o aparelho num patamar competitivo ao mercado.

A pergunta que não quer calar: vai sair da China?

Conforme mencionado no início desta notícia, há uma variedade de marcas chinesas das quais, infelizmente, nunca ouvimos falar. Muitas delas não saem da China e, quando fazem isso, precisam trabalhar com todo um conjunto de marketing e publicidade até se instalar em outros mercados. Os países emergentes são boas presas para essas marcas – o Brasil, por exemplo, conta com Xiaomi e Huawei, entre outras.

Não se sabe se a Vernee vai ficar só na China ou se ela pretende expandir negócios para outros locais. O smartphone descrito tem anúncio programado para abril deste ano, quando mais detalhes serão revelados. Aguardemos.

O que você achou desse monstruoso celular chinês que tem processador deca-core e 6 GB de RAM? Comente no Fórum do TecMundo.