Esqueça tudo o que você já viu sobre carros-conceito futuristas: a BMW, que completa hoje 100 anos de existência, aproveitou a comemoração para apresentar ao mundo a sua visão de como serão os automóveis do próximo século. Batizado de "Vision Next 100", o veículo é uma verdadeira ode à tecnologia automotiva, tanto na engenharia quanto no design.

Para começar, a característica mais marcante do veículo são os para-lamas: eles se estendem sobre as rodas e são produzidos com um material flexível por baixo da estrutura metálica, que é composta por recortes geométricos, dando a impressão de que a carroceria "se estica" quando as rodas são esterçadas. Materiais renováveis e recicláveis foram utilizados no processo de fabricação do carro.

Os para-lamas se estendem sobre as rodas e são produzidos com um material flexível por baixo da estrutura metálica, dando a impressão de que a carroceria "se estica" quando as rodas são esterçadas

O desenho do carro é extremamente futurista, composto por linhas bem suaves, enquanto a tradicional grelha frontal da BMW ganha mais espaço e divide a dianteira com pequenos faróis de LED. As portas se abrem para cima e expõem quase toda a lateral do veículo, fornecendo fácil acesso ao espaçoso interior.

O Vision Next 100 pode ser utilizado tanto de forma autônoma, o "Ease Mode", quanto manual, chamado de "Boost Mode", mostrando que a BMW acredita que o futuro não será restritivo, mas dará ao motorista a possibilidade de escolher conduzir ou ser conduzido.

O painel é superlimpo, sem grandes instrumentos, apenas com pequenos recortes geométricos móveis que cobrem toda a sua superfície e servem como indicadores de perigo. Movendo-se de uma forma quase orgânica – chamada de "geometria viva" pela BMW –, eles reagem e mostram a direção e a proximidade de pedestres e carros para evitar uma possível colisão.

Quando em modo autônomo, o volante e o console central são retraídos, e os assentos se viram levemente de frente um para o outro, tornando o Vision Next 100 uma espécie de lounge móvel. O para-brisa do carro conta com um sistema interativo, chamado de Companion, que projeta informações em tempo real, como velocidade e direção, além de antecipar perigos na pista.

Quando em modo autônomo, o volante e o console central são retraídos, e os assentos se viram levemente de frente um para o outro, tornando o Vision Next 100 uma espécie de lounge móvel

Ele também serve como uma imensa tela touch para a parte de multimídia do veículo, que é demonstrada fazendo ligações e enviando informações. Além disso, um marcador visual fica localizado na base do vidro e serve para dar instruções luminosas aos pedestres.

Apesar de o Vision Next 100 ser apenas um conceito, a BMW vem demonstrando bastante interesse no desenvolvimento de um carro autônomo. O principal indicativo foi a parceria fechada com a chinesa Baidu no ano passado para a criação de um software específico. Além disso, a montadora faz parte do grupo que comprou o Nokia Here.

As principais revoluções do Vision Next 100

  • Design futurista tem paralamas com recortes geométricos sobre um material flexível, que passam a impressão de que a carroceria "estica" quando as rodas são esterçadas
  • Dois modos de direção: Ease Mode (autônomo) e Boost Mode (manual). No primeiro, o volante se torna uma peça do painel e o carro ajusta os bancos de um jeito mais confortável
  • Sistema interativo Companion projeta no para-brisa informações como velocidade, trajeto e possíveis perigos
  • O para-brisa também se transforma em uma imensa tela touch para a central multimídia do veículo
  • O painel é composto por recortes geométricos que reagem de forma orgânica para indicar possíveis perigos, mostrando a direção e a proximidade de pedestres e outros veículos

Confira como foi a revelação do Vision Next 100 e mais detalhes sobre o carro:

Você acha que o BMW Vision Next 100 representa o carro do futuro? Comente no Fórum do TecMundo