Nem só de hiper e megacarros vive o mundo, e o Salão de Genebra atende bem aos que preferem modelos que não são tão agressivos e apresentam valores estratosféricos tanto nas especificações quanto nos preços, como é o caso dos recém-lançados Bugatti Chiron, Lamborghini Centenario e Koenigsegg Regera.

Mesmo assim, os modelos mais "módicos" não são nem um pouco sem graça, e tanto a Aston Martin quanto a Jaguar fizeram questão de provar isso com o lançamento de seus carros no evento deste ano: o Aston Martin DB 11 e o Jaguar F-Type SVR, mostrando que a rivalidade conterrânea pode gerar grandes resultados.

Um carro digno de James Bond

A linha DB da Aston Martin ficou conhecida mundialmente depois que um DB5 foi utilizado por James Bond no clássico Goldfinger, de 1964. De lá pra cá, é frequente a relação do agente 007 com os carros da marca britânica: a Aston chegou a criar um conceito, o DB10, exclusivamente para uso no último filme de Bond, Spectre.

Mas a grande expectativa para o Salão de Genebra 2016 era saber como seria o novo carro a receber o tradicional motor de 12 cilindros da montadora – e este foi nada menos que o novíssimo DB11. Munido de um V12 de 5.2 litros twin-turbo de 600 cavalos de potência, o lançamento marca, segundo a empresa, "uma nova era para o design da Aston Martin" – traduzindo: além de potente, ele é bonito pra caramba.

O foco, porém, não é tanto na performance: é claro que o 0-100 em 3,9 segundos não é nada ruim, mas não é extraordinário também. A Aston preferiu fazer o DB11 com uma pegada mais "elegante": no interior do carro, o painel conta com uma tela de 12 polegadas e um display de 8 polegadas no console central para a parte de infotainment, que foi desenvolvido em parceria com a Mercedes-Benz.

O veículo vem com dois suportes para cadeirinhas de criança nos bancos traseiros, o porta-malas tem espaço suficiente para duas malas grandes, e há um sistema de ajuda para estacionar – parando para pensar, nem parece que estamos falando de um esportivo que custa quase US$ 212 mil (aproximadamente R$ 848 mil). As primeiras unidades deverão ser entregues a partir do último trimestre de 2016.

Gatinho nervoso

Como outra representante britânica de peso em Genebra, a Jaguar não fez feio e trouxe o F-Type SVR, seu supercarro equipado com um V8 supercharger de 567 cavalos e capaz de superar os 320 km/h e de fazer de 0 a 100 km/h em apenas 3,5 segundos.

A grande sacada desta versão é a tração integral do veículo, que permite, de acordo com a montadora, que ele seja usado todos os dias e em todos os tipos de clima. Os preços começam em US$ 127 mil (aproximadamente R$ 500 mil) para a versão coupé e US$ 130 mil (aproximadamente R$ 520 mil) para o F-Type SVR conversível.

Aston Martin DB11 x Jaguar F-Type SVR: qual é o melhor supercarro britânico? Comente no Fórum do TecMundo