Novo eletrólito seria a solução para as baterias atuais (Fonte da imagem: Reprodução/Universidade de Tóquio)

A Universidade de Tóquio apresentou ao mundo o que pode ser a próxima grande evolução para os smartphones e outros gadgets móveis. Um grupo de pesquisadores da instituição conseguiu desenvolver uma bateria de íons de lítio, da mesma natureza das que se usa atualmente em aparelhos móveis, mas com alguns materiais mais resistentes que, por consequência, suportam melhor as cargas elétricas circulando por eles. Isso deixaria a bateria não apenas com uma vida útil maior, como também tornaria o tempo de carregamento três vezes menor, ou 300% mais rápido. Fora isso, a voltagem poderia saltar de 3 V para 5 V.

Entre os materiais que foram desenvolvidos para melhorar o desempenho das baterias de lítio, o mais importante é um novo eletrólito, uma substância que reage melhor durante a ionização. Esse eletrólito é também mais resistente à degradação. Ou seja, ele deve durar mais tempo, permanecendo em bom estado mesmo depois de muitos ciclos.

A criação dessas baterias com o novo eletrólito fica ainda no campo do “anúncio”, não tendo muitos detalhes revelados sobre seu funcionamento. Isso se deve principalmente pelo fato de ser necessário proteger a propriedade intelectual da universidade e dos pesquisadores.

De qualquer maneira, o foco principal para o desenvolvimento dessas novas baterias em Tóquio são os carros elétricos. Ainda assim, se uma bateria de íons de lítio for boa o suficiente para manter um carro funcionando com bom desempenho, uma adaptação para aparelhos portáteis, como smartphones e tablets, teria um desempenho impressionante. Ainda assim, é necessário esperar algum tempo para ver no que essa tecnologia vai dar.