Banda larga popular começa a chegar à população

Município de Santo Antônio do Descoberto, em Goiás, foi o primeiro a receber a conexão de 1 Mbps mediante o pagamento mensal de R$ 35.
  • Visualizações7.010 visualizações
Por Felipe Gugelmin em 24 de Agosto de 2011

Na última terça-feira (23 de agosto), o município de Santo Antônio do Descoberto, em Goiás, deu a largada para o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL). A cidade é a primeira a receber o serviço, que fornece planos de internet rápida de 1 Mbps com cobrança mensal de R$ 35.

Banda larga popular começa a chegar à população

A responsável por oferecer o produto é a Sadnet, prestadora de serviços de telecomunicação da cidade, que possui cerca de 60 mil habitantes. O início das operações acontece com mais de um mês de atraso – em 8 de junho, a empresa firmou um contrato com a Telebrás que previa o oferecimento do serviço em um período máximo de 30 dias.

O gerente da rede da Sadnet, Bruno Souza Santana, afirmou ao G1 no dia primeiro de agosto que a empresa já possuía condições de vender os planos estipulados pelo PNBL. Porém, foi preciso aguardar que o governo inaugurasse oficialmente o programa para que fosse possível começar a oferecê-lo à população do local.

Pegadinha

Apesar de só terem que pagar R$ 35 de mensalidade para ter acesso a uma conexão banda larga, aqueles que pretendem se aproveitar do PNBL terão que enfrentar um obstáculo não divulgado até o início da venda do plano. Para que o sinal chegue até a casa do usuário, será preciso pagar R$ 300 para adquirir um modem, que pode ser parcelado em 12 vezes no cartão de crédito.

A vantagem em relação aos planos oferecidos por empresas privadas é a de que o aparelho pertence ao cliente, não estando disponível a partir do conhecido sistema de comodato. Porém, o valor de R$ 300 parece bastante exagerado, ainda mais quando se leva em conta que dispositivos do tipo podem ser encontrados facilmente por menos de R$ 100 mediante uma simples procura em um sistema de buscas.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!