Talvez você não faça ideia do que seja o Espaço Aéreo Groom Lake na Edwards Air Force Base. Talvez você também não compreenda o que esse nome representa, mas logo vai perceber que já ouviu falar muito sobre essas instalações militares dos Estados Unidos. Isso porque estamos falando sobre a famosa Área 51 — uma das bases mais sigilosas das forças armadas norte-americanas.

Como você deve imaginar, há muitos projetos secretos que são executados por lá, e isso contribui bastante para que o imaginário popular diga que a base é usada para comunicações com alienígenas e também para missões que recebam viajantes de outros planetas. Mas o que realmente vem de lá? Agora você vai conhecer alguns dos projetos da Área 51 que são muito terráqueos — apesar de não parecerem.

1. SR-71 Blackbird

Uma aeronave com traços muito mais modernos do que estamos acostumados a ver. Projetado pela Lockheed Martin, o Blackbird começou a ser produzido em 1964 e foi usado pela aeronáutica dos EUA por mais de 30 anos. Um dos grandes destaques dele está na fuselagem, que suportava calor de até 300 graus Celsius. Ponto também para a velocidade de 12 mil km/h. Vale dizer que até jatos dos X-Men foram inspirados no SR-71.

2. D-21

Outro avião produzido pela Lockheed é o D-21. Ele é um dos poucos capazes de ultrapassar a velocidade do Blackbird em altitudes mais elevadas — apesar de ser mais lento em situações comuns. Por essa característica, o projeto foi pensado para missões de reconhecimento em territórios inimigos, mas não houve uma continuação no desenvolvimento. O D-21 foi usado somente entre 1969 e 1971.

3. F-117 Nighthawk

Talvez esta seja a aeronave com o design mais alienígena de todas as produzidas pelo governo dos Estados Unidos e pela Lockheed. Este é o primeiro jato stealth capaz de bombardear territórios sem ser captado por radares — o que parece ser uma grande vantagem para combates, não é mesmo? A aeronave foi utilizada entre 1983 e 2008, sendo uma das protagonistas das forças armadas norte-americanas durante a Guerra do Golfo.

4. Tacit Blue

O Tacit Blue era um projeto em parceria com a Northrop — uma raridade em meio ao domínio da Lockheed no espaço militar dos EUA. O avião era apelidado de “Baleia” e a proposta da fabricante era de fazer com que ele fosse um stealth mais poderoso do que o Nighthawk. Os testes não apresentaram bons resultados  e ele foi aposentado com apenas 250 horas de voo. Mesmo assim, algumas de suas tecnologias ainda são aproveitadas em outras aeronaves.

5. B-2 Spirit

Produzido entre 1987 e 2000, este modelo da Northrop está em funcionamento até hoje. A aeronave possui autonomia para mais de 10 mil quilômetros e pode chegar aos 16 mil se houver um reabastecimento em voo. Sendo um stealth de alto nível, é capaz de levar bombas para qualquer lugar do planeta sem ser percebido pelos radares. Vários dos recursos utilizados pela aeronave também são vistos no Nighthawk.

.....

Qual é o seu avião militar favorito? Comente no Fórum do TecMundo