Avião russo da década de 30 seria o maior do mundo até hoje

Aeronave criada para as forças armadas da União Soviética faz o A380 parecer pequeno.
  • Visualizações126.564 visualizações
Por Fernando Daquino em 10 de Março de 2012

(Fonte da imagem: Gizmag)

Atualmente, o maior avião de passageiros do mundo é o A380 da Airbus. Contudo, esse título estaria nas mãos do modelo russo Kalinin K-7, se o seu projeto não tivesse sido abortado no início da década de 30. De acordo com o site Gizmag, o protótipo dessa aeronave possuía 132 metros de envergadura (da ponta de uma asa até a outra).

Essa distância é muito maior do que os 79 metros do A380 e do que os 88 metros do Antonov An-225 – considerado o maior avião de carga que o homem já produziu comercialmente. O Kalinin K-7, desenhado por Konstantin Kalinin, possuía 20 motores ao total (oito deles de hélices), sete metros de altura e suportava até 120 passageiros sentados.

Conforme a publicação, a aeronave foi projetada como um bombardeiro experimental para as forças armadas da antiga União Soviética, mas que também poderia atuar no transporte de passageiros. Em sua versão militar, o avião contava com 12 posições para atiradores, era capaz de carregar até 15 toneladas de bombas e levar 112 paraquedistas totalmente equipados.

Durante os seus testes, o Kalinin K-7 apresentou muita instabilidade. O avião, construído entre 1931 e 1933, levantou voo sete vezes. O seu fim veio em um acidente que matou 15 pessoas. Na época, surgiram especulações de sabotagem e intriga política, levando o projeto a ser abandonado.

Na galeria seguinte, você pode conferir mais imagens 3D geradas por computador e algumas fotos desse protótipo.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!