Luta de gigantes: Windows VS. Mac OS X

Os dois sistemas operacionais mais utilizados em todo o mundo sobem no ringue para uma luta histórica!
  • Visualizações117.112 visualizações
Por Bruna Rasmussen em 29 de Abril de 2009

Algumas rivalidades são inevitáveis: Brasil x Argentina, Pepsi x Coca Cola e, para os mais ligados em tecnologia, Windows x Mac OS X. Prepare-se, o Baixaki pulou de cabeça em uma encalorada discussão sobre qual é melhor sistema operacional: o poderoso Windows de Bill Gates ou o elegante Mac OS de Steve Jobs?

Não é preciso nem pensar muito para afirmar que o Windows é o sistema operacional mais utilizado em todo o mundo. Segundo dados do MarketShare, um website que faz pesquisas e estatísticas sobre tecnologia, 88.14% dos usuários de computador no mundo optam pelo Windows, enquanto apenas 9.77% utilizam o Mac OS.

Se mais pessoas usam o sistema de Bill Gates, isso significa que ele é melhor? E os entusiastas da Apple que gritam a plenos pulmões que o Mac OS X é  uma obra prima da tecnologia? O Baixaki subiu no ringue e colocou Windows de um lado e Mac do outro: que comece a luta!

Que vença o melhor!

Importante: Para comparar Mac e Windows, o Baixaki utilizou como base o Mac OS X Leopard e o Windows Vista.

Round 1 – Segurança

De um lado, usuários Windows apavorados com a praga do Conficker e, de outro, Applemaníacos gabando-se da segurança de seu sistema operacional e do fato de que no Mac os vírus são quase inexistentes. Mas a ausência de vírus torna o sistema menos vulnerável?Usuários Mac livres de vírus!

A empresa McAfee aponta que as brechas na segurança do Mac crescerram 228% nos últimos três anos, sendo que, no Windows, este resultado foi de meros 73%. Mesmo que, estatisticamente menos seguro, o usuário Mac usufrui de um poderoso sistema de permissões Unix para se proteger.

O que isso quer dizer? Para instalar um programa no Mac, você precisa digitar a sua senha de administrador. Dessa forma, nenhum aplicativo é instalado sem que você fique sabendo.

E é verdade: no Mac OS X o número sobre um ataque de vírus é quase inexistente. Afinal, por que alguém iria um público-alvo pequeno, sendo que o Windows permite alcançar até 88.14% de usuários de computador?

Segurança.

Round 2 – Área de Trabalho

Agora o assunto é design e rapidez. O Windows e o Mac OS X mostram a sua cara e o que têm a oferecer. O modo com que você gerencia janelas e arquivos afeta diretamente a sua produtividade, ou seja, uma interface problemática pode acabar saindo caro para o próprio usuário.


As bolinhas coloridas do Mac.Os botões do Windows.Macs para a esquerda, Windows para a direita. É na posição dos botões para gerenciamento de uma janela que começam as divergências entre os dois sistemas operacionais.

No Mac, o botão vermelho fecha uma janela, o amarelo minimiza-a e o verde expande a tela. Vale lembrar que para cada programa, a definição de “expandir a janela” pode variar. Já no Windows, os comandos não têm segredo: fechar janela, maximinar e minimizar.

Gerenciando janelas

Redimensionar janelas do Finder/Explorer, navegador ou de qualquer outro aplicativo que você esteja utilizando é importante e, quanto mais simples, melhor. O modo de gerenciamento de janelas varia muito de usuário para usuário, mas em termos gerais, usuários Windows utilizam tela cheia, enquanto usuários Mac preferem utilizar telas em diferentes tamanhos.

Ponto de redimensionamento no Mac.Para alterar o tamanho de determinada janela no Mac, basta utilizar o ponto de redimensionamento no canto inferior direito. É possível também redimensionar e mover janelas que não estejam em primeiro plano, o que  é ideal para múltiplas tarefas como navegar na internet e escrever um relatório, por exemplo.


Já no Windows, as janelas podem ser movidas e ter seu tamanho alterado em qualquer um dos cantos. Para os preguiçosos de plantão, é possível redimensionar uma janela usando apenas o teclado.

Alternando janelas

Quem aqui abre apenas um aplicativo por vez, em seu computador? Geralmente, há dezenas de janelas abertas variando entre navegadores, comunicadores instantâneos, clientes de email e muito mais. Então o modo com o qual o usuário vai de uma janela para a outra também importa muito!

Windows

Bill Gates gerencia suas janelas de três simples formas: por meio da Barra de Iniciar, utilizando o Windows Flip e o Windows Flip 3D. Mas e como funcionam todas essas ferramentas?

Barra de Tarefas: é a maneira mais básica e clássica de gerenciar janelas no Windows. Cada janela, ao ser minimizada, transforma-se em um botão e, no Windows Vista (Última versão do SO), uma miniatura mostra o conteúdo da janela. Esta miniatura acaba sendo muito útil quando várias janelas minimizadas possuem um nome semelhante.

Janelas no Windows.

Para alternar entre as janelas, é só clicar no botão. A grande desvantagem é que, se houver muitas janelas abertas, os botões podem ficar pequenos e difíceis de ser identificados. Para resolver este problema, Bill Gates criou um sistema de agrupamento que mantém janelas de um mesmo programa em um só botão.

Windows Flip: A partir do atalho Alt + Tab, uma barra translúcida mostra todos os aplicativos abertos, ficando fácil escolher entre um deles. Para navegar nesta barra, o usuário pode utilizar tanto o mouse quanto o teclado.

 

 

 

 


Windows Flip 3D:
uma variante à já mencionada ferramenta. Com o Windows Flip 3D, o usuário visualiza as janelas abertas em uma perspectiva 3D. O conteúdo de cada janela é atualizado sempre.

Mac OS X

O sistema operacional de Jobs mostra quatro maneiras de alternar as janelas abertas com facilidade. São elas: Exposé, Spaces, Dock e o atalho Command + TAB.

Exposé: defina um canto da tela que, ao passar o mouse (Atalhos do teclado também são suportados), transforma em miniatura e organiza todas as janelas abertas da Área de Trabalho. A ferramenta é completamente personalizável, sendo possível mostrar todas as janelas abertas ou apenas aquelas pertencentes ao programa em foco. Os programas também são sempre atualizados.

 

 

 

 


Spaces:
o usuário multiplica sua única Área de Trabalho em até 16 espaços destinados a organizar aplicativos relacionados a diferentes tarefas. O acesso se dá por meio de cantos da tela ou atalhos do teclado.


Gerenciando janelas no Dock.Dock: para os que não conhecem, esta é uma ferramenta da Área de Trabalho Mac que até pode se comparar à barra de iniciar do Windows. Suas funções não são apenas abrir e  fechar programas, sendo possível também gerenciar as janelas dos aplicativos.

Command + Tab:
com este atalho, todos os aplicativos executados aparecem em uma barra translúcida. Aperte Tab até encontrar o aplicativo desejado e solte o botão. Instantaneamente, a janela do programa escolhido fica em primeiro plano.

 

Gerenciamento de janelas.

Round 3 - Aplicativos

De que adianta ter um ótimo sistema operacional se aquele programa de que você tanto precisa não é suportado? Mais de 80% dos usuários são Windows, então já é de se esperar que uma maior quantidade de softwares seja desenvolvida para esta plataforma.

O Windows ganha no quesito aplicativos!É fato: Macs são mais voltados para designers, publicitários, fotógrafos e profissionais de criação em geral, portanto, você irá encontrar os principais softwares de edição de áudio e vídeo para a plataforma Mac. No entanto, para a grande maioria dos programas no Windows, há softwares equivalentes (ou até melhores) no Mac.

Caso você use em sua empresa, por exemplo, um programa específico, é muito provável que a única versão oferecida seja para Windows (que é uma espécie de sistema operacional universal). Ou seja, existem muito mais programas para Windows pelo simples fato de que existem mais usuários Windows que Mac.

Aplicativos.

Round 4 - Gerenciando arquivos

No Mac, existe o Finder, no Windows, o Windows Explorer. Ambos têm o mesmo objetivo: organizar e catalogar todos os arquivos armazenados em seu disco rígido. No entanto, a grande diferença está em como eles fazem isso.

Visualização

Gerenciador de arquivos no Mac.


Finder: oferece quatro modos de visualização dos arquivos dentro da pasta em miniatura, dois tipos de lista e o Cover Flow, que mostra arquivos de foto e vídeo em uma espécie de slideshow.

Para completar, o Mac traz o recurso QuickLook que dá uma pré-visualização do arquivo sendo necessário apenas pressionar um atalho no teclado.

Windows Explorer: de uma forma muito semelhante ao Mac, o Windows traz também quatro modos de visualização. Eles incluem lista, detalhes e dois tipos de ícones.
Navegação interna

Da mesma forma que você precisa de links e favoritos para ir de um website a outro, é importante ter meios de ir de uma pasta à outra sem que isso lhe tome muito tempo.  Então, o que os nossos lutadores high-tech nos dizem sobre isso?

Windows Explorer no Vista.

Finder: No Finder, há uma maneira de acessar pastas hierarquicamente, que é por meio de uma barra na parte inferior da tela. Já na barra lateral, o usuário acessa atalhos para dispositivos conectados ao Mac, computadores que façam parte de uma rede interna e pastas em geral.

Windows Explorer: em comparação ao Finder, as coisas não mudam muito, apesar de ser mais fácil navegar por entre as pastas. No Windows Explorer, uma barra superior mostra também um caminho hierárquico para as pastas. Ao clicar nelas, você tem acesso às subpastas. Uma barra lateral também armazena alguns atalhos de pastas que podem ser pré-definidos.

Gerenciamento de arquivos.

 

Round 5 – Buscas

São vários arquivos e informações armazenados em um computador, portanto, é indispensável que o sistema operacional ofereça um mecanismo de buscas interno que seja eficiente.

Indexando arquivos

Periodicamente, o Windows adiciona arquivos novos ou modificados a seu index. Ou seja, existe aí uma brecha entre o momento que você modifica um arquivo e o momento que ele poderá ser encontrado utilizando a busca. Além disso, o sistema pode ficar lento durante a indexação destes arquivos.

Já o Mac OS X trabalha de forma diferente: assim que um arquivo é salvo, ele é automaticamente indexado. Portanto, a performance do sistema não é afetada e o arquivo pode ser encontrado ,no mecanismo de buscas, instantaneamente.


Cadê meu arquivo?

No Mac, o Spotlight encarrega-se de encontrar arquivos não só armazenados no sistema mas também informações de aplicativos específicos como o Mail, iCal e até mesmo o Safari.

Spotlight, o buscador do Mac.

O botão do Spotlight fica localizado no topo da tela e ela também pode ser acessada com um atalho do teclado. Os resultados podem ser vistos em uma janela própria com acesso a filtros de busca. É no menu de iniciar do Windows que um campo de buscas leva você até o arquivo procurado. Os resultados são mostrados em uma janela à parte e podem ser filtrados de diversas formas.

Buscas

Round 6 – Compatibilidade

Agora, vocês verão qual dos dois sistemas operacionais oferecem uma maior compatibilidade. Afinal, de nada adianta você criar arquivos em seu computador e não poder compartilhá-los com amigos, familiares etc.

O Windows é universal, ou seja, se você criar um arquivo de imagem, texto ou qualquer outro tipo de arquivo, é certo que quase todas as pessoas ao seu redor poderão utilizá-los sem problemas. Além disso, como o sistema operacional da Microsoft é feito para PCs, o número de periféricos é maior, exigindo bastante drivers.

Portanto, esteé um dos tópicos que fazem as pessoas evitarem o sistema operacional da Apple. Se antes utilizava formatos próprios que não eram aceitos em outras plataformas, o Mac de hoje melhorou bastante e a grande maioria de seus formatos são compatíveis com computadores Windows e Linux, contudo ainda está bem atrás do seu rival.

Compatibilidade

Round 7 – Estabilidade

Se Mac e Windows estivessem andando em numa corda bamba, qual dos dois cairia antes? Os usuários Windows reclamam da mundialmente famosa tela azul da morte, dos constantes picos de lentidão e softwares que travam de repente.

A tela da morte do Windows e a bolinha de espera do Mac.

No Windows, a tela da morte. No Mac, a bolinha de espera.


O sistema de Steve Jobs não trava, é verdade? De fato, o Mac OS X é inúmeras vezes mais estável que o Windows, pois utiliza apenas o hardware de fábrica e não contém uma gama de programas tão vasta quanto o Windows. De vez em quando, um programa ou outro pode até travar, ou então a bolinha colorida da espera fica alguns segundos na tela, mas nada tão traumático como o que acontece no Windows.

A tela azul da morte, apelido dado a alguns usuários para um erro que pode acontecer no sistema após repetidos picos de lentidão, pode não ser tão frequente com as últimas atualizações do Windows, mas o sistema operacional de Gates ainda é menos estável que o Mac OS X.

Estabilidade.

Round 8 - Multimídia

Um computador é muito mais que um lugar para armazenar alguns arquivos e navegar na internet. Lembre-se: é nele que você armazena as fotos digitais das suas férias, seus filmes e músicas favoritas.

É importante, então, que o sistema operacional de sua preferência ofereça soluções para organizar e gerenciar arquivos multimídia em geral. E o Mac OS X sai na frente, com sua suíte iLife de aplicativos capazes de gerenciar suas fotos, criar websites e blogs com facilidade, editar arquivos de áudio, vídeo e muito mais.

Além disso, a Apple coloca no Mac OS X o QuickTime Player, um player mundialmente famoso que suporta uma extensa variedade de formatos de vídeo. O iTunes, player que ficou famoso com o iPod, também oferece toda a sua excelência para gerenciar coleções de música com qualidade.

E o que o Windows traz? O Windows Media Player, o Movie Maker e a possibilidade de baixar centenas de programas de terceiros para gerenciar seus arquivos multimídia. Embora seja ótimo neste quesito, acaba perdendo este round por não ser tão completo quanto o Mac quando se leva em conta edição de áudio, imagem, vídeo e também entretenimento.

Multimídia.

Round 9 – Facilidade de uso

O quão fácil é usar o Windows? A grande maioria dos leitores vai dizer “Moleza! Uso Windows desde que eu era pequeno!” Mas cuidado: com o tempo, até as mais complicadas das tarefas pode se tornar fácil, afinal, você já está habituado a ela.

Esqueça que você usa Windows ou Mac há tantos anos e pense bem: o quão simples é realizar tarefas neste sistema operacional?

Arquivos: Em ambos os sistemas, você pode utilizar o copiar e colar, criar pastas e tudo mais. No Mac, há um diferencial para mover arquivos de lá para cá: o comando Drag and Drop. É só arrastar e soltar: imagens de um website para a Área de Trabalho, arquivos do cliente de email para pastas e muito mais.

Comparacao das áreas de trabalho.

Configurações: Quanto tempo leva para configurar uma conexão de internet no Windows? Ah, é aquele processo demorado utilizando um guia que nem sempre funciona, né? E como funciona no Mac? É só ligar o reconhecimento wireless ou plugar o cabo: pronto! Se você precisar de configurações avançadas, elas estão lá, mas para que se preocupar com isso quando a ideia é manter-se simples?

Programas de apoio: O Mac é cheio deles – desde anotações até calendários. No Windows, eles não são muitos e nem oferecem muitas funções. Novamente, o usuário acaba tendo de confiar em aplicativos de terceiros em vez de ter programas em seu próprio sistema operacional.


Design: o visual do seu sistema operacional também é importante. Afinal, é para ele que você ficará olhando cada vez que ligar o computador. Depois do visual horroroso do Windows XP, o Vista traz características mais amigáveis (há quem diga que foram copiadas do Mac...).

 

 

 

 

 

Já o Mac OS, desde sua primeira versão, sempre buscou inovar e trazer para seus usuários o melhor design de interface possível. E é esse um dos motivos que leva profissionais como designers e fotógrafos a escolherem o sistema operacional da Apple.

É só arrastar e seu aplicativo está instalado.Instalação de aplicativos: Do outro lado do ringue, o Mac OS X já está dando risada: instalar programas no Mac é brincadeira de criança! Enquanto que, no Windows, o usuário precisa passar por um chato processo de instalação, os usuários Mac apenas arrastam o ícone do programa para dentro da pasta Aplicativos e pronto!

Claro que, para a instalação de programas mais pesados e complexos, ainda há o processo de instalação semelhante ao do Windows, mas de modo geral, é só arrastar e soltar.

Facilidade de uso.

Round 10 – Jogos

Esta é a última chance que o Windows e o Mac OS X têm de garantir sua reputação de melhor sistema operacional. Jogos, quem não gosta de se divertir um pouco depois de um cansativo dia no trabalho/escola ou no final de semana?Os gamers preferem o Windows.

O suporte para jogos é algo muito importante em computadores, hoje. No Windows, você já deve saber: os melhores jogos, os melhores gráficos, tudo está a seu dispor. Claro, isso também está relacionado a questões de hardware, já que no Windows você pode montar um PC com os gráficos certos para rodar determinado jogo.

Do outro lado do ringue, o Mac OS X está tremendo as pernas. O que será que aconteceu? O Mac não é uma plataforma criada para suportar jogos. Existem vários games dos quais os Applemaníacos podem usufruir, mas isso nem se compara à qualidade e diversidade dos games para Windows.

Seriam as limitações do hardware da Apple ou uma simples característica do sistema operacional? Só Steve Jobs sabe, mas o fato é que um maníaco por games não ficaria muito contente em ter de jogar em um computador Mac.

A luta chega ao fim sem nocaute

Ufa! Depois de 10 rounds de briga intensa, a luta entre os dois sistemas operacionais mais utilizados do mundo chega ao fim.  Um olho roxo de um lado, um ombro machucado de outro, mas nada muito sério. De acordo com a pontuação final, quem leva o título de melhor sistema operacional: o Windows da Microsoft ou o Mac OS X da Apple?

Que rufem os tambores...

Placar final!

E o grande vencedor deste combate... é o Mac OS X. Um sistema operacional com recursos de Área de Trabalho avançados e que funciona com mais estabilidade e segurança, por não ser tão visado a ataques como acontece com o Widows. A facilidade de uso, busca robusta e o suporte aos mais variados de arquivos multimídia, além de um design caprichado, fazem dele uma ótima escolha, embora o preço por aqui ainda seja muito salgado.

Vale lembrar que este combate NÃO é um review e sim um comparativo de prós e contras, com o objetivo de levantar um debate entre as vantagens e desvantagens de ambos sistemas. O Mac OS X não é perfeito: basta perguntar para qualquer usuário, entrar em fórums ou até mesmo em comunidades do Orkut sobre o assunto. Ele pode ter ganho esta luta, mas será que vai vencer a guerra no mercado doméstico? 

Ambos sistemas operacionais estão para apresentar seus sucessores ainda neste ano: Windows 7 e o Mac OS X Snow Leopard. Agora é aguardar para ver, pois quem sai ganhando nesta concorrência somos todos nós!

A Apple levou a melhor!

Comente à vontade e deixe todos saberem qual sistema operacional você prefere e por quê!



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!