Mais uma vez, um grupo de especialistas em segurança digital encontrou falhas no código-fonte do Android. Desta vez, a ameaça foi localizada no Kernel do Linux, que é a base do sistema operacional portátil. Com isso, a exposição dos consumidores seria muito mais complexa do que a vista em outros tipos de vulnerabilidade em camadas mais rasas. 

Essa falha foi descoberta pelo Perception Point, que explica toda a complexidade da ameaça neste link. Como o site NeoWin resume, a falha age da seguinte forma: "ela permite que invasores tenha acesso a privilégios Root, rodando arquivos maliciosos no dispositivo afetado. Com esses privilégios, o invasor poderia tomar o controle total do aparelho e dos arquivos".

Vale dizer que há ainda mais complicações. O site menciona que a falha está justamente em um dos recursos de segurança do Linux, sendo diretamente relacionada ao modo com que as informações seguras são salvas pelos processos rodados no dispositivo.

Quem está exposto?

De acordo com os especialistas, esse problema é visto em diversas distribuições do Android, podendo afetar até 66% dos consumidores — uma vez que a ameaça é encontrada em versões até a 4.4 KitKat. Isso significa que os donos de aparelhos com o Android 5.0 Lollipop (ou superior) estão seguros em relação à ameaça do Kernel do Linux.

Quanto aos computadores, há relatos de que distribuições Red Hat, SUSE e algumas outras versões de Linux menos populares também estariam vulneráveis. Felizmente, grande parte deles — e todos os mais populares expostos — já estão trabalhando em atualizações para corrigir o problema.

.....

 

Você acha que seu Android é seguro? Comente no Fórum do TecMundo