A próxima versão do sistema operacional móvel da Google, até agora conhecida apenas como Android N, terá uma grande mudança nos bastidores.

A substituição é a seguinte: sai o uso das interfaces de programação de aplicativos (APIs) de Java e entra o OpenJDK, que é uma versão open-source (de código livre) do kit de desenvolvimento em Java da própria Oracle.

A medida foi definida durante uma conferência de programação secreta realizada pela Google em novembro de 2015. A própria empresa confirmou a alteração ao site Venture Beat.

Motivo obscuro

A substituição do modelo proprietário pelo open-source tem explicação. O objetivo é manter o espírito de código aberto do Android como plataforma, permitindo contribuições da comunidade na biblioteca de APIs e na implementação de códigos. Essa medida deve simplificar os códigos de construção de apps.

Porém, sites como o Hacker News especulam que há mais um motivo nessa história: um processo que a Oracle move contra a Google por infringir patentes em agosto de 2010 virou uma novela e ainda circula em cortes norte-americanas. A adoção do OpenJDK seria um acordo por fora entre as empresas ou uma manobra da Google para não sair perdendo mesmo que a decisão judicial não seja em seu favor.

O que você acha da mudança de Java para OpenJDK no Android: Comente no Fórum do TecMundo