Análise: Galaxy S4 Zoom [vídeo]

Confira nossas impressões em relação à mistura de smartphone e câmera digital compacta da Samsung
  • Visualizações66.369 visualizações
Por Felipe Gugelmin em 20 de Setembro de 2013

Antigamente uma verdadeira febre entre os fãs da tecnologia, as câmeras digitais compactas perderam grande espaço com a ascensão dos smartphones. Graças a seu tamanho compacto e à capacidade de trabalhar com conteúdos variados, os celulares inteligentes se tornaram a ferramenta mais usada na hora de registrar e compartilhar imagens do cotidiano.

Com o Galaxy S4 Zoom, a Samsung apresenta uma proposta diferente, que visa agradar quem exige um pouco mais de versatilidade na hora de registrar fotografias. Primeiro aparelho da categoria a contar com um zoom óptico de 10x, combinado a um sensor de 16 megapixels, a novidade promete o registro de imagens em alta qualidade independente do ambiente ou situação em que você estiver.

Contando com um processador dual-core Cortex-A9 de 1,5 GHz e 1,5 GB de RAM, o aparelho possui 8 GB de espaço interno de armazenamento (expansível com cartões micro SD). Tivemos a oportunidade de passar alguns dias com o aparelho e realizar uma série de testes para avaliar tudo o que ele tem a oferecer. Confira nossa opinião e, após a leitura, não se esqueça de deixar sua opinião sobre o smartphone em nossa seção de comentários.

Especificações

Testes de desempenho

Quanto maior a pontuação, melhorQuanto maior a pontuação, melhorQuanto maior a pontuação, melhor

Aprovado

Câmera competente

Ponto principal do aparelho, a câmera do Galaxy S4 Zoom não decepcionou em nossos testes. Embora seja difícil ver as diferenças das imagens capturadas com o aparelho em relação àquelas registradas pelo S4 convencional em condições ideais (boa iluminação e objetos a uma distância razoável), em condições adversas o smartphone se mostra bastante superior.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Um dos pontos que mais chamou a atenção é a capacidade do aparelho de registrar imagens em ambientes pouco iluminados de maneira bastante competente. Fizemos diversas fotografias das ruas de Curitiba durante o período noturno, obtendo um resultado geral que se mostrou bastante agradável.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

O aparelho também se mostra competente na hora de registrar imagens de objetos bastante próximos (com o modo “Macro” ligado), com destaque para seu sistema de foco automático. A não ser que a lente do smartphone esteja encostando no objeto fotografado, é bastante difícil que ele saia desfocado na imagem capturada.

Diversas opções de configuração

Quem gosta de incrementar fotografias de alguma maneira, mas não quer lidar com programas de edição ou configurações manuais, tem no S4 Zoom nada menos que 25 modos pré-configurados à disposição. As opções variam entre modos voltados a condições específicas (como o registro de panoramas ou silhuetas) e ferramentas de edição simples.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Entre os destaques estão as opções “Melhor Foto”, que captura diversas imagens e permite que você salve somente aquela que apresenta o melhor resultado, a opção de “Disparo Contínuo” e o modo “Macro”, ideal para detalhes de objetos próximos. Também vale notar que o aparelho possui a capacidade de trabalhar com o método HDR e a capacidade de registrar panoramas.

Entretanto, das 25 opções disponíveis, nem todas são exatamente úteis, muitas delas se tratando de mera curiosidade. Exemplo disso é a opção “Embelezar Rosto”, que aplica uma espécie de Photoshop automático que emagrece, aumenta os olhos e tira as marcas de idades das pessoas fotografadas — processo que, invariavelmente, as transforma em algo semelhante a bonecos plastificados.

O resultado "natural" do modo Embelezar Rosto (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Para completar, o smartphone também conta com um modo de configuração totalmente manual. A partir de um menu radial, você pode ajustar detalhes como a abertura da lente, o tempo total de exposição e a distância focal utilizada de forma a obter resultados que não seriam possíveis caso os controles automáticos estivessem ligados.

Comparações

Para mostrar a qualidade da câmera do Galaxy S4 Zoom, comparamos o desempenho do aparelho com aquele obtido pelo S4 convencional e pelo Lumia 1020. Como você pode conferir nas fotos abaixo, a lente óptica do aparelho conseguiu produzir resultados melhores em quase todas as situações, mesmo quando comparada a smartphones com sensores mais potentes.

Modo automático

AmpliarClique na imagem para ampliá-la (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)AmpliarClique na imagem para ampliá-la (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)AmpliarClique na imagem para ampliá-la (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

No modo automático dos aparelhos (sem qualquer zoom) é que há a menor quantidade de disparidades, ao menos em um primeiro momento. O aspecto no qual o Zoom se mostra superior é principalmente em seu campo focal, já que o aparelho consegue capturar com mais qualidade os detalhes de cenas constituídas por vários objetos — algo que só fica evidente quando as fotos são ampliadas. No entanto, o Lumia 1020 se mostra uma opção melhor no que diz respeito a compensar o uso de uma iluminação artificial.

Modo zoom

AmpliarClique na imagem para ampliá-la (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)AmpliarClique na imagem para ampliá-la (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)AmpliarClique na imagem para ampliá-la (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

O zoom óptico do Galaxy S4 Zoom venceu facilmente o foco digital dos concorrentes, especialmente quando o nível de aproximação utilizado aumenta.

Modo macro

AmpliarClique na imagem para ampliá-la (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)AmpliarClique na imagem para ampliá-la (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)AmpliarClique na imagem para ampliá-la (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Novamente, o Zoom se mostra uma opção melhor do que a concorrência no que diz respeito a capturar detalhes de objetos próximos.

Reprovado

Galaxy S4 só no nome

Ao ver o nome Galaxy S4, automaticamente vem à mente a linha mais poderosa de aparelhos da Samsung, com hardwares que causam inveja em muitos concorrentes. No entanto, o Zoom não se assemelha em nada ao seu irmão mais poderoso, usando a marca famosa somente como forma de chamar a atenção do público.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Apresentando um hardware mediano (processador dual-core Cortex-A9 e GPU Mali-400), o aparelho não é exatamente surpreendente no que diz respeito a seu desempenho. Embora ele lide bem com tarefas diárias, como acessar redes sociais ou conferir mensagens de email, o produto não é recomendado para quem têm o costume de rodar jogos pesados.

Durante nossos testes, usamos o aparelho para rodar games mais exigentes, como Dead Trigger, experiência que se revelou agridoce. Embora o smartphone tenha conseguido rodar o título (não em suas configurações máximas), foi comum se deparar com quedas nas taxas de quadro por segundo, o que incomodou em muitos momentos.

Display sub-HD

Outro ponto no qual o Zoom decepciona em relação ao Galaxy S4 tradicional é seu display. Enquanto o smartphone flagship da Samsung é capaz de trabalhar nativamente com a resolução 1080p, os 960x540 pixels da mistura entre celular e câmera não se mostram capazes de reproduzir imagens de maneira tão cristalina.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Embora o aparelho possua uma tela com um bom nível de iluminação capaz de exibir cores de maneira satisfatória, a baixa densidade de pixels apresentada por ele gera alguns problemas. Isso acontece especialmente na hora de conferir as imagens capturadas, cuja real qualidade acaba ficando clara somente após elas terem sido convertidas para um computador ou outro aparelho eletrônico com tela maior.

Design estranho

Ao observar o visual do Galaxy S4 Zoom, a impressão que fica é a de que a Samsung decidiu juntar literalmente um smartphone a uma câmera digital compacta. Enquanto a parte da frente do aparelho se assemelha bastante ao Galaxy S4 Mini, sua traseira poderia muito bem ser confundida com a de uma câmera qualquer.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

O resultado dessa combinação inusitada é um aparelho que parece simplesmente estranho e que não é exatamente confortável de lidar. Caso você o segure como um celular tradicional, é difícil não ficar incomodado com o posicionamento de sua lente, que ocupa um espaço normalmente destinado aos dedos indicador e do meio.

Da mesma forma, o aparelho não possui um suporte bom o suficiente para que ele possa ser utilizado somente com uma mão — algo normal quando se captura uma imagem usando um smartphone. Assim, você é obrigado a utilizar ambas as mãos para conseguir segurar o dispositivo com a firmeza adequada para registrar fotografias de maneira competente.

Para completar, o peso do Galaxy S4 Zoom, somado às suas dimensões avantajadas, não o torna uma opção exatamente confortável ou discreta de aparelho para carregar dentro de um bolso. No entanto, para não falar que somente criticamos o produto, consideramos muito bem vinda a inclusão de um botão dedicado exclusivamente à captura de imagens — algo que faz falta em outros aparelhos da linha Galaxy.

Bateria: boa para um smartphone, ruim para uma câmera

Para determinar o tempo de duração da bateria do Galaxy S4 Zoom, utilizamos alguns critérios bastante específicos. Após reiniciar o aparelho, o ligamos a uma rede WiFi, reduzimos o brilho de sua tela a 50% de sua capacidade máxima, encerramos qualquer processo ativo e deixamos um vídeo do YouTube com resolução 720p rodando até que a energia fosse totalmente esgotada.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Ao todo, o smartphone aguentou 10 horas funcionando sob essas condições, marca bastante respeitável. Na prática, isso significa que o gadget consegue aguentar facilmente um dia de uso constante sem que você precise conectá-lo a uma tomada — isto é, contando que você o utilize como um aparelho convencional, e não como uma câmera digital.

Caso sua intenção seja utilizá-lo para registrar diversas imagens, ele infelizmente vai decepcionar no sentido duração da bateria. Especialmente devido ao consumo elétrico de aspectos como o flash e a lente do dispositivo, não é incomum que sua carga chegue próxima de ficar zerada em questão de poucas horas.

Espaço interno reduzido

Apresentando uma capacidade interna de armazenamento de somente 8 GB (5 GB utilizáveis), o Galaxy S4 Zoom praticamente obriga você a investir na compra de um cartão Micro SD adicional. Graças às capacidades da câmera do aparelho (seu principal atrativo), o espaço disponibilizado pela Samsung rapidamente é preenchido por imagens e vídeos em alta resolução.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Dessa forma, caso você queira investir na compra do smartphone, recomendamos separar um dinheiro extra para também investir em um cartão de memória. Caso contrário, prepare-se para conectar o gadget de maneira constante a um computador para descarregar os conteúdos produzidos com auxílio do produto.

Vale a pena?

Apresentando uma captura de imagens competente para a categoria, o Galaxy S4 Zoom é um aparelho que deve agradar a um público bastante específico. Combinando as características de uma câmera compacta com as de um smartphone mediano, o produto acaba não desempenhando nenhuma das funções de maneira muito competente.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

O principal problema dele é a sua parte celular, que funciona de maneira pouco convencional. Além de ser estranho manusear o Zoom da mesma forma como lidamos com um celular comum, o desempenho de seu hardware deixa a dever, sendo bom somente para realizar tarefas básicas — ou seja, nada de games de última geração ou aplicativos mais exigentes.

Da mesma forma, a lente do aparelho, embora competente, não se mostra tão flexível quanto aquela presente em produtos especializados. Isso faz com que ela se prove uma opção atraente somente para fotógrafos amadores, não sendo tão adaptada aos gostos de profissionais e pessoas que gostam de ter controle total sobre as imagens que capturam.

Assim, o dispositivo se mostra atraente simplesmente para quem não deseja investir na compra de aparelhos especializados ou para aqueles que não gostam de carregar vários eletrônicos de um lado para outro. Caso você não se encaixe em um desses perfis, é possível investir os R$ 1,5 mil cobrados pelo produto em um celular ou uma câmera com especificações melhores.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!