Como usar o 7-Zip

Desvende algumas das funções deste ótimo compactador.
  • Visualizações25.291 visualizações
Por Willian Fonseca em 7 de Novembro de 2008

Nos dias atuais, os compactadores de arquivos já têm seu espaço garantido entre os softwares mais utilizados pelos usuários. Os melhores programas do gênero são muito semelhantes e apresentam praticamente compatibilidade total com os formatos mais conhecidos de arquivos, como .ZIP e .RAR

Neste pequeno guia, ensinaremos você a usar o 7-Zip, um dos compactadores que mais ganha adeptos atualmente. O programa é muito leve e conta com as principais funções essenciais para um bom compactador, sendo equiparável ao Winzip ou o Winrar.

Algumas utilizações

O grande sucesso dos compactadores é devido ao fato das transferências pela Internet, em praticamente todos os casos, não permitirem enviar arquivos em pastas, como as exibidas comumente no Explorer do seu Windows. É muito mais prático somar todos os dados em um único arquivo, enviando-o com facilidade para um amigo, por exemplo.

Outra aplicação dos programas é a real compactação do conteúdo somado dos arquivos adicionados através dele. Muitos compactadores reduzem o tamanho total dos dados em quantidades significativas, o que é ideal para hospedar arquivos para download ou enviá-los em menor tempo.

7-Zip

Agora que você já conhece as principais funções dos compactadores de arquivos, vamos aprender um pouco sobre o 7-Zip, mais um ótimo programa do gênero. O guia será dividido em duas partes fundamentais, que seguem logo abaixo:

MANUSEANDO O APLICATIVO

Esta parte do guia é dedicada aos usuários mais exigentes quanto ao que o compactador tem para oferecer. O aplicativo é muito intuitivo e suas funções são bem distribuídas, mas requerem alguma prática para serem executadas com maestria.

Aprenda um pouco sobre o programa.

Botões principais

Adicionar: Com este botão, é possível criar arquivos compactados, em questão de poucos cliques. Antes de mais nada, é necessário que você escolha todos os arquivos que deseja adicionar com o programa. Depois disso, clique em Adicionar para personalizar o processo.

Na nova janela que aparecer, você poderá definir dezenas de aspectos antes de efetuar a compactação. Vamos tratar aqui dos aspectos mais relevantes para o usuário, que podem ser facilmente modificados sem maiores complicações.

Formato do arquivo: Essa é talvez a modificação mais importante antes da compactação. É possível converter os arquivos para os formatos .7z (característico do 7-Zip), .Tar (utilizado no Linux) e .ZIP (padrão pioneiro no gênero, compatível com praticamente todos os programas atuais).

Defina as opções de compactação.

Nível de compressão: Como o nome indica, esta opção alterará em proporções adequadas o tamanho final do seu arquivo. Selecione o nível desejado e confira a diferença entre os tamanhos finais dos dados formados, que podem alterar significativamente, em especial para arquivos de grande porte.

Dividir em volumes: Caso esteja lidando com arquivos muito grandes e pretenda gravá-los em CDs ou DVDs, utilize essa função para dividir os arquivos da forma mais adequada para suas necessidades. Basta clicar na aba e selecionar a mídia indicada, conferindo o tamanho máximo estipulado pelo 7-Zip para cada uma.

Encriptação: Embora o nome pareça estranho, essa opção permite, basicamente, adicionar uma senha para o arquivo criado, protegendo-o no caso de alguém tentar abri-lo. Isso significa que, depois de criado, será necessário inserir a senha para manipulá-lo.

FACILITANDO

Embora seja interessante fazer uso dos compactadores em seu executável, a grande maioria das pessoas não precisa das funções adicionais presentes nele. Para facilitar bastante as coisas, basta usar o botão direito do mouse sobre os arquivos ou pastas selecionadas, escolhendo a opção 7-Zip.

As principais funções do aplicativo se encontram aqui.

Confira abaixo uma breve explicação das funções do menu de contexto do 7-Zip.

Adicionar ao arquivo: Esta função na realidade abre o executável do programa, permitindo personalizar a compactação da forma apresentada nos parágrafos anteriores.

Adicionar para xxxxx.7z: Cria automaticamente um arquivo no formato do aplicativo, com o mesmo nome que o original.

Adicionar para xxxxx.ZIP: Cria automaticamente um arquivo no formato .ZIP, o mais conhecido e utilizado no gênero, com o mesmo nome que o dado original.

As opções que terminam com a indicação “... e enviar por e-mail.” associam o arquivo adicionado ao Outlook, permitindo enviá-lo por e-mail para qualquer um de seus contatos.

Concluindo

O 7-Zip é, sem dúvida, uma ótima opção para quem precisa de um compactador de arquivos. O programa é muito leve e funcional, contendo todas as principais funções indispensáveis em seu gênero. O único ponto que precisa ser adicionado é a inclusão do formato .RAR na criação dos arquivos, pelo fato do Winrar ser atualmente um dos programas mais conhecidos.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!