O 5G pode estar distante de se tornar realidade, mas isso não quer dizer que as empresas não estejam trabalhando para trazer a tecnologia ao mercado. Um bom exemplo disso é a Google e seu Project Skybender, um projeto desenvolvido pela empresa que pretende entregar seu sinal com a ajuda de drones movidos a energia solar.

A ideia, de acordo com o site The Guardian, viria com o objetivo de acabar com uma série de limitações atualmente encontradas para trazer o 5G. Isso porque, atualmente, a maior barreira para a conexão são os sinais dos próprios smartphones comuns, que estão “superpopulando” as faixas de sinal mais usadas.

Com isso, a maior aposta para o 5G seria utilizar as faixas EHF (“Extremely High Frequency” ou “Frequência Extremamente Alta”, em português). Graças a isso, a tecnologia não apenas trabalharia em um espectro de frequência completamente livre dos sinais de celular comuns, como poderia ser em torno de 40 vezes mais veloz do que o 4G LTE.

Mas é claro que essa nova tecnologia vem com um “pequeno” problema: um sinal gerado por frequências tão altas tem um alcance muito menor do que o do sinal de conexão comum. E é aí que entra o drone, aparentemente, visto que ele seria uma maneira de oferecer a conexão 5G a distâncias menores.

Ainda em testes

Infelizmente, nada foi dito por parte da própria Google sobre seus avanços no projeto. Mas isso não deve demorar, visto que o drone solar feito por ela já está em testes desde 2014 (mesmo que com alguns problemas no caminho), no Novo México, e que o veículo tem permissão para operar dessa maneira apenas até julho. Até lá, resta esperar.

Você acha que a internet móvel 5G vai demorar para chegar ao Brasil? Comente no Fórum do TecMundo