Mito ou verdade: aparelhos sem fio podem derrubar a internet wireless?

Será que sua conexão Wi-Fi vai cair sempre que alguém atender o telefone sem fio?
  • Visualizações55.758 visualizações
Por Ana Paula Pereira em 18 de Outubro de 2010

Será que o telefone sem fio interfere na conexão Wi-Fi?

O mundo está cada vez mais digital. Esta afirmação pode ser confirmada com apenas um olhar à nossa volta para constatar a quantidade de aparelhos eletrônicos presentes. Como outra facilidade do mundo moderno, muitas vezes recorremos aos dispositivos que evitarão o emaranhado de cabos pela casa, como modems wireless, telefones sem fio, entre outros.

O problema é que todos estes aparelhos podem acabar criando interferências e, dependendo do caso, atrapalhando o funcionamento correto de alguns deles. Quem mais sofre com esse tipo de ocorrência são os modems para conexão sem fio. Por isso que, dependendo dos dispositivos utilizados, sua internet Wi-Fi pode apresentar mau funcionamento ou até mesmo cair.

Por que isso acontece?

Aparelhos como modem, telefone sem fio, micro-ondas, secadores e outros de nosso uso diário funcionam por meio da liberação de sinais elétricos ou eletrônicos no ambiente. Tais sinais criam campos magnéticos à sua volta, a um determinado raio de alcance. Todos estes dispositivos possuem uma frequência específica para a operação.

Sinais em frequências iguais geram interferência

Se dois ou mais campos magnéticos de aparelhos da mesma frequência estiverem na mesma área, ocorre a interferência. Alguns dispositivos interferem mais do que outros, conforme a potência na qual eles funcionem.

Os vilões da conexão

Os aparelhos eletrônicos que transmitem sinais na mesma faixa de frequência das redes wireless (2.4 GHz), podem causar interferências no sinal do ponto de acesso se estiverem próximos ao local de emissão ou recepção do modem. Dessa forma, acabam prejudicando a recepção de conexão por parte dos dispositivos conectados à rede.

Um dos dispositivos que pode causar interferência é o telefone sem fio, embora a maioria deles trabalhe na faixa dos 900 MHz, que não costuma interferir no modem. Em alguns casos, há aparelhos que utilizam a tecnologia FHSS. Nesta situação a frequência varia, mudando de canal em intervalos de tempo.

Telefones operando na mesma frequência podem interferir na conexãoDessa forma, a informação é transmitida em um espectro amplo. Com isso, ele tenta prevenir que as interferências ocorram, mas pode vir a interferir em momentos em que as frequências coincidirem. Os telefones sem fio que costumam causar problemas crônicos de interferência são os que operam na faixa de 2.4 GHz que, mesmo com potência menor para os telefones, é a mesma dos modems wireless.

Um dos maiores vilões para o sinal das redes Wi-Fi é o forno de micro-ondas, por se tratar de um transmissor de rádio operando em 2.4 GHz e a uma potência muito alta. Para não ser prejudicial para as pessoas, ele possui uma grade de metal e proteções especialmente criadas para evitar que o sinal escape.

Ainda assim, a pequena quantidade emitida (a qual não é prejudicial à saúde quando o forno está regulado) é o bastante para interferir em uma rede wireless. Além dos dois aparelhos citados, qualquer outro que opere a 2.4 GHz pode causar interferência, mesmo que em menor grau, como os transmissores de Bluetooth, outras redes wireless na mesma área, etc.

O que fazer?

Isso é um problema sério, porque nem sempre há uma ampla gama de alternativas. Cada um dos dispositivos sem fio deveria possuir uma frequência diferente, mas devido a quantidade produzida e lançada diariamente, fica difícil garantir a inspeção de cada um deles, sem contar aparelhos importados cuja faixa de operação poderia ser ideal para o local do qual vieram.

A melhor alternativa seria trocar os aparelhos por dispositivos que operem com frequência diferente do modem, no caso dos telefones sem fio ou outros dispositivos, que ficam próximos ao computador ou ponto do sinal wireless. Ou afastá-los, para que não apresentem interferência sempre que forem utilizados em conjunto.

Casos como o do micro-ondas, por estar em ambiente diferente, dificilmente acaba incomodando o sinal, mas vale a dica de mudar de lugar caso o aparelho venha a se tornar um problema para a conexão. Aparelhos com grau de interferência menor (ou quase inexistente) como o Bluetooth, podem ser afastados se virarem um incômodo real.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!