Compensa comprar um processador Quad Core?

Descubra o que levar em consideração na hora de decidir se é necessário comprar um processador novo!
  • Visualizações38.487 visualizações
Por Allan Valin em 10 de Setembro de 2010

Neste artigo o Baixaki abordará aspectos sobre a tecnologia de processadores de quatro núcleos que são relevantes para quem deseja adquirir um deles, mas não sabe se realmente vale a pena comprar agora, ou se compensa esperar mais algum tempo.

Um usuário intermediário que acompanha as novidades tecnológicas certamente já ouviu falar sobre processadores de quatro núcleos, os Quad Core. No entanto, provavelmente somente os usuários um pouco mais avançados têm ideia de que nem sempre a maior quantidade de núcleos representa um melhor desempenho.

Dependendo da finalidade para a qual o computador é voltado, um processador tão potente às vezes se prova inútil ou menos eficiente que um com metade dos núcleos. Isso acontece principalmente pelo fato de muitos programas e jogos não oferecerem suporte para a tecnologia, isto é, não são capazes de utilizar todo o seu potencial.

Sobre os processadores Quad Core

Você já sabe que um processador Quad Core possui quatro núcleos, mas qual a vantagem disso? Em termos simples, como mencionado no artigo “O que é Quad Core”, cada núcleo é como se fosse um cérebro diferente. Isso significa um aumento na velocidade dos processos, pois cada processador pega um para rodar e, por isso, não se sobrecarrega.

Core 2 Quad

Em um processador Single Core, você consegue deixar vários programas abertos, todavia, somente um é executado pelo processador. Ou seja, somente o processo em primeiro plano está ativo, o restante fica inativo – mesmo estando aberto.

Com um Quad, quatro processos são abertos ao mesmo tempo, aumentando a velocidade, porém é preciso compatibilidade por parte do software para que isso aconteça. Caso ela não exista, o processador funciona usando somente metade dos núcleos. Isto é, no final das contas, ele acaba equivalendo a um Dual Core!

Finalidades

De maneira bastante resumida, é possível dizer que existem dois tipos de finalidades para um computador: uso cotidiano ou alto desempenho. A partir do primeiro se entende somente a utilização de editores de texto, navegadores, exibição de vídeos, entre outras tarefas simples.

Já o alto desempenho subentende atividades pesadas, como a execução de softwares de desenhos técnicos, renderização 3D, cálculos complexos, codificação e edição de vídeos e faixas de áudio em alta definição – além, é claro, de jogos de última geração extremamente pesados e detalhados.

Dual ou Quad, qual é mais útil para mim?

Em curto prazo? Provavelmente um Dual Core! Por outro lado – em médio ou longo prazo –, se você tem dinheiro para investir, talvez compense mais comprar um Quad Core. Como já foi dito, o que boicota os Quad Cores é justamente a falta de compatibilidade de programas e jogos para trabalhar usando os quatro núcleos. Na verdade, a maioria tem suporte apenas para dois – ou seja, se não suporta, não consegue usá-los.

Núcleo

Contudo, antes de colocar totalmente de lado a possibilidade de comprar um Quad, leve em consideração as finalidades mencionadas no item acima. Você precisa de alto desempenho em seu computador e faz questão de jogar com a resolução ao máximo? Ou então, usa o PC somente para checar emails, assistir a vídeos, conversar no MSN e escutar músicas?

No segundo caso, definitivamente esqueça o Quad Core: é dinheiro jogado fora e você não sentiria quase nenhuma diferença no desempenho. Já, por exemplo, se você trabalha com aplicações empresariais de design CAD – entre outras ferramentas que já oferecem suporte para a utilização dos quatro núcleos por requererem desempenho extremo –, um Quad Core é, além de útil e funcional, praticamente uma obrigação!

Eu quero é jogar!

Especificamente em se tratando de jogos, um processador Quad Core era quase inútil até o ano passado. Entretanto, de 2010 em diante a história mudou um pouco e tudo indica que a tendência agora é que haja um aumento no uso deles.

Isso porque processadores Intel Core i5 e i7 em socket 1156 possuem o modo “Turbo”, que permite aumentar a frequência quando somente um ou dois núcleos estão ativados. Por exemplo, o Core i5 750 funciona a 2,66 GHz com os quatro núcleos ativados e a 3,2 GHz quando só metade é usada.

Metro 2033

Além disso, os jogos mais recentes estão sendo desenvolvidos de maneira a trabalhar com extrema eficiência a utilização dos quatro núcleos. Basicamente, cada processador passa a cuidar de uma parte específica do jogo, por exemplo: um fica com as músicas, outro com os gráficos, outro com a física (gestão de partículas) e o último com a inteligência artificial dos inimigos.

Diferença de valores

Valores



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!