Como usar: Undelete Plus

Nem tudo está perdido! Aprenda como usar um dos melhores recuperadores de arquivos do Baixaki.
  • Visualizações33.361 visualizações
Por Camila Camargo em 26 de Dezembro de 2008

Muitas vezes estamos concentrados trabalhando em frente ao PC e nem nos damos conta que apagamos um arquivo, música, documento, foto ou qualquer outra coisa que era de extrema importância. Isso sempre acontece e, o pior, se repete inúmeras vezes.
Você já deve ter se desesperado ao tentar encontrar um arquivo apagado acidentalmente, mas agora você pode respirar mais aliviado, pois hoje vamos ensinar como usar um dos recuperadores de arquivos mais baixado do Baixaki: Undelete Plus.

Como ele funciona?

Um programa de recuperação de arquivos funciona como um super-herói na sua máquina, ou seja, ele corre contra o tempo para tentar recuperar dados “excluídos” do seu HD. As aspas na palavra excluídos querem dizer que nem sempre quando você clica em “Esvaziar Lixeira”, por exemplo, os arquivos são apagados para sempre do seu computador.

Quando deletamos um arquivo, ele ainda fica temporariamente no seu HD, mesmo que você não o veja. Isso acontece porque o seu sistema operacional não o apaga, ele apenas escreve uma nova informação sobre ele. Em outras palavras, o arquivo deletado só deixa de recuperável se seu HD escrever algo sobre ele e, é neste intervalo de tempo que o Undelete Plus trabalha.

O todo poderoso.

Primeiros passos

Para que você não perca mais tempo, pois se você deseja recuperar arquivos, ele vale ouro, vamos começar a aprender a usar o recuperador de arquivos. Em primeiro lugar, você deve fazer o download do programa e iniciar sua instalação. Caso você encontre dificuldades neste procedimento, pode recorrer ao artigo “Como instalar o Undelete Plus”.

Assim que concluir a instalação, sua corrida contra o tempo começa, pois como dito anteriormente,quanto antes você tentar recuperar um arquivo mais chances você tem de ter sucesso. Quando seu programa estiver instalado, você vai encontrar uma tela igual a esta e é através dela que você executa as funções de recuperação.

Interface simples e intuitiva.

O que fazer primeiro?
Poliglota.
Se você observar, bem no centro da interfae do aplicativo há uma linha com inúmeras bandeiras de diversos países. Elas representam as possibilidades de alteração de idioma para usar o Undelete Plus, desta forma, escolha o idioma que você tem mais afinidade para trabalhar com o aplicativo.

Assim que você definir o idioma  para o programa, é hora de selecionar qual local do seu computador o aplicativo irá iniciar as buscas por arquivos deletados acidentalmente. Para isso, do lado esquerdo da tela, há uma janela chamada “busca rápida”,nela é possível selecionar os locais da busca.

Depois que você selecionou quais locais serão analisados, é hora de iniciar a procura pelos arquivos deletados acidentalmente. Na parte superior da tela do programa, há alguns botões que executam as principais tarefas do aplicativo, são eles: Analisar, Recuperar, Filtro, Atualizar e Help.

Barra de ferramentas.

O botão “Analisar”, obviamente, serve para iniciar a análise dos discos assim que você escolheu o local de busca. “Recuperar” serve para que você inicie a recuperação dos arquivos encontrados pelo Undelete Plus. O botão “Filtro” serve para você inserir mais dados na busca, desta forma facilitar o trabalho do programa.

Filtros de busca.

O botão “Atualizar” serve para você atualizar os locais de busca, ou seja, suponhamos que você escolheu o drive “C” para analisar, mas esqueceu de selecionar a pasta “Meus Documentos”. Então, selecione “Meus Documentos” e clique em “Atualizar” para que o programa também faça a busca nesta pasta. O botão “Help” serve para você acessar o site do desenvolvedor.

Foi dada a largada

Depois de escolher os diretórios, basta clicar em “Analisar” para que o programa comece a varradura no seu computador. Você pode acompanhar o progresso da análise através de uma pequena barra na parte inferior da tela.

Barra de progresso.

Lista completa

Modos de exibição.Depois que a varredura terminar,  você pode conferir, separados por formato, tudo o que foi encontrado pelo programa em uma lista. Se você estava buscando uma foto no formato JPEG, por exemplo, basta clicar sobre este formato e procurar seu arquivo.

Se você clicou no formato, mas há muitas imagens, por exemplo, é possível organizar a lista por: nome do arquivo, caminho, status, tamanho, data de criação e data de modificação. Isso serve para que você encontre mais facilmente seus arquivos, ainda mais se eles estiverem em uma lista imensa.
Lista categorias.
Outra forma de organização é através de pequenas categorias: tipos de arquivo, pastas e drivers. Clicando em cada uma delas, é possível conferir os arquivos separados em cada uma

Ele voltou!

Depois que você encontrar o arquivo que será recuperado,tudo o que você tem que fazer é clicar em “Recuperar” para tê-lo de volta. Antes de recuperar o arquivo, você pode alterar o diretório que ele será salvo clicando em “Abrir” e selecionando o local de sua preferência. Vale lembrar que o diretório de destino precisa ser diferente do diretório analisado, pois um arquivo pode sobrescrever o outro.

Salve em algum local seguro.

Quando você acabar de recuperar seus arquivos, basta ir até a pasta para a qual eles foram direcionados e respirar mais aliviado. Cuidado onde clica!

Nem tudo é perfeito


É claro que nem tudo são flores, e no caso do Undelete Plus também. Isso porque, muitas vezes os arquivos recuperados estão corrompidos e não podem ser abertos. Obviamente, nem tudo pode ser totalmente recuperado, visto que a possibilidade de algum arquivo ter sido sobrescrito ou de estar corrompido é grande. Torça para nunca preciasr usar o Undelete Plus, mas se um dia você precisar, pode contar com ele.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!